Pressionando Câmara dos Deputados e 3 outros

Bloqueio Não: A internet no Brasil deve ser livre!

A justiça brasileira ordenou o bloqueio do WhatsApp pela quarta vez desde o início de 2015! Essa decisão afetou mais de 100 milhões de brasileiros que usam o aplicativo para trabalhar, falar com amigos e com familiares.

Esse bloqueio é ilegal, inconstitucional e é proibido pelo Marco Civil da Internet. É preciso respeitar nossa Constituição e proteger a liberdade de expressão, direito garantido pela ONU, preservando a internet como um recurso essencial. A internet precisa ser livre. O bloqueio de aplicativos não pode virar rotina no nosso país. Essa é uma prática de países autoritários como Arábia Saudita, Irã, China e Coreia do Norte.

O Brasil não é nem pode se tornar uma Coreia do Norte.

Nós, abaixo-assinados(as), demandamos ao Poder Judiciário que pare de bloquear sites na internet. A Constituição e o Marco Civil não permitem essa prática. Um único juiz(a) não pode afetar desse jeito a vida de 100 milhões de pessoas de uma só vez.

Urgimos também ao Congresso Nacional e todas as suas Comissões que reconsiderem projetos de lei para bloquear sites e serviços da internet, seja por qual motivo for. Deputados e senadores precisam propor projetos para aumentar o acesso à rede no Brasil e garantir que a internet seja sempre livre!

Assine a petição e ajude a tornar bloqueio de aplicativos algo do passado. #InternetSobAtaque

Este abaixo-assinado será entregue para:
  • Supremo Tribunal Federal


ITS Rio fez este abaixo-assinado do zero e agora já tem 362.561 apoiadores. Faça você também um abaixo-assinado e mude o que você quiser.




Hoje: ITS está contando com você!

ITS Rio precisa do seu apoio na petição «Bloqueio Não: A internet no Brasil deve ser livre!». Junte-se agora a ITS e mais 362.560 apoiadores.