Abaixo-assinado encerrado

Chega de arrogância e extremismo nos congressos de Nutrição!

Este abaixo-assinado conseguiu 171 apoiadores!


Arrogância e extremismo nos congressos de Nutrição e  nas atividades associadas: quando ideologias políticas invadem o ambiente da ciência.


O que temos assistido em nossos eventos científicos? Um ativismo político ensaiado , com doses de autoritarismo, arrogância na maneira de se comunicar e desrespeito a cientistas, pesquisadores, professores e demais participantes dos eventos. A obesidade tem causas multifatoriais, enquanto as políticas públicas em nutrição são ineficazes e as intervenções, pífias. Nesse cenário desolador, os ativistas querem atribuir culpa exclusiva ao consumo dos alimentos classificados inapropriadamente em função de seu processamento.

As evidências científicas corroboram o papel positivo das parcerias público-privadas na promoção da saúde. Isso porque uma única entidade, isolada, nunca possui recursos suficientes, influência, conhecimento ou até mesmo alcance para enfrentar os complexos desafios da nutrição e da saúde da população. Além disso, é evidente para as grandes corporações que é impossível ter sucesso em uma sociedade que falha, tornando-se assim necessária a criação de estratégias de crescimento capazes de  gerar valor em três dimensões simultaneamente: populações, meio-ambiente e lucratividade (conceito reconhecido mundo afora como “Triple Bottom Line”).

Vale citar, ainda, que, no país em que vivemos, o setor privado contribui para a inovação tecnológica, a geração de empregos e o desenvolvimento econômico.
Portanto, ousar afirmar que o único objetivo da iniciativa privada é proteger seus próprios interesses, fortalecendo a sua marca em prejuízo da saúde pública, é claramente uma visão política míope, limitada,  isenta de evidências científicas, sem lógica e restrita a um grupo de profissionais  carente de informação e esclarecimento sobre o tema.


Um exemplo recente é a carta enviada ao presidente da Sociedade Latino Americana de Nutrição (SLAN), solicitando a exclusão de empresas multinacionais como patrocinadoras do evento. Além de leiga, a requisição é repleta de preconceito e discriminação, pois deixa implícito em seu título que as multinacionais agem de má-fé, enquanto que as indústrias nacionais atuariam sempre com transparência e honestidade (“No mas multinacionales ...en las conferencias de SLAN”).


A petição também agride nutricionistas e pesquisadores de diversas áreas da saúde que atuam nessas corporações, uma vez que seus autores dão a entender que eles compartilhariam da suposta falta de idoneidade. É importante lembrar que os conselhos profissionais reconhecem a atuação dos especialistas em saúde nas empresas privadas, incluindo as de alimentos, as de bebidas e as farmacêuticas.


Dessa maneira, este documento visa criar um movimento pelo bem da Nutrição Saudável, pelo bom senso, pela distribuição de recursos públicos para as diversas áreas da saúde e por discussões argumentadas com evidência científica e não fundamentadas em ideologias pessoais, com agressões orais, como ocorreu no último congresso da XVII SLAN em Punta Cana. Os  profissionais, de egos inflados pelo “pseudo” domínio de todas as áreas do conhecimento, deveriam, isso sim, canalizar suas energias para conseguir mais recursos para pesquisa e para programas de Nutrição com enfoques multidisciplinares.


Este documento também é para lembrar que as divergências e as polêmicas são necessárias em um ambiente científico, mas atitudes com segundas intenções, desrespeitosas e difamatórias são inaceitáveis. Os financiamentos públicos também privilegiam grupos (são sempre os mesmos!), cujas escolhas comungam ideologia política e relacionamentos pessoais.

Autoritarismo e arrogância científicos, ideologia política e  extremismo interessariam a quem, afinal?


Queremos liberdade de expressão e ela não existe sem respeito. Queremos discussões educadas e de alto nível, sem radicalismos nem ditadura de opinião, em um país que pode estar em crise, mas que ainda é democrático.

Dezembro, 2015



Hoje: Movimento está contando com você!

Movimento Nutrição Saudável precisa do seu apoio na petição «Associações, Sociedades, Universidades: Chega de arrogância e extremismo nos congressos de Nutrição!». Junte-se agora a Movimento e mais 170 apoiadores.