Permita a venda de livros usados na Avenida Paulista aos domingos!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 35.000!


Olá, meu nome é Maurício, moro em São Paulo e sou professor de história da arte e cultura. Por muitos anos tive um sebo na Rua Augusta, e acredito que a cultura e a educação são muito importantes para melhorar a vida das pessoas.

Com a Avenida Paulista aberta às pessoas aos domingos, tentei vender meus livros no local, como um incentivo à cultura. Porém, fui barrado pela fiscalização da Polícia Militar. Já que a avenida é aberta para as pessoas, também deveria ser aberta para a cultura.

Fiz este abaixo-assinado para pedir ao prefeito Fernando Haddad que autorize a venda de livros na Av. Paulista aos domingos. A venda de artesanato já é autorizada, então, sob os mesmos moldes, também poderiam ser vendidos os livros usados.

A lei hoje equipara a venda de livros, que são cultura e conhecimento, a DVDs piratas. Porém, livros são diferentes. Eles são uma chance de oferecer educação para as pessoas por um valor acessível. É uma oportunidade de tornar a Avenida Paulista um lugar ainda mais engrandecedor.

Assine e compartilhe meu abaixo-assinado em nome da educação!  Será um benefício tanto para os trabalhadores, como para os pedestres. Vamos tornar São Paulo uma cidade cada vez mais das pessoas!



Hoje: Maurício está contando com você!

Maurício Eloy precisa do seu apoio na petição «Assine para que a Prefeitura de SP permita a venda de livros usados! Só queremos trabalhar!». Junte-se agora a Maurício e mais 31.647 apoiadores.