Vitória confirmada

Justiça para JUMA!

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 265.382 apoiadores!


A onça Juma era mantida pelo Comando Militar da Amazônia, que tem o nobre costume de por vezes adotar animais resgatados do cativeiro. No entanto, após a cerimônia de revezamento da Tocha Olímpica, no dia 20 de junho, uma atitude lamentável custou a vida do animal.

A cerimônia foi realizada no Centro de Instruções de Guerra na Selva (Cigs). Ela envolveu fogo, odores e a presença de muitas pessoas diferentes. Isso causou uma situação de estresse para a onça, segundo especialistas.

Após fugir e ser alvejada com tranquilizantes, Juma levou um tiro de pistola e morreu, segundo uma nota enviada pelo Comando Militar da Amazônia (CMA). 

As Olimpíadas são um evento importante para o Brasil - não tenho nada contra sua realização. No entanto, este episódio não pode ficar impune.

Para haver justiça para a Juma, é necessário que o CMA, o Exército e a Organização das Olimpíadas 2016 abram um processo administrativo para investigar e punir os responsáveis - desde quem teve a iniciativa de colocar os animais no revezamento da Tocha Olímpica a até quem cuidou da logística de transporte da Juma, uma vez que a deixaram escapar.

Exigimos respostas: como a onça fugiu sem ninguém perceber? Em que momento fugiu? Foi na entrada da caminhonete? Era o meio de transporte adequado? Era tão difícil assim controlar a Juma, ao invés de matá-la?

Agravante: não havia autorização do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas para que o evento apresentasse a onça. Cada vez está mais claro que a Juma estava sendo usada de maneira irregular e sem cuidados com o animal.



Hoje: Liana está contando com você!

Liana Menezes precisa do seu apoio na petição «Assine para pedir justiça para a ONÇA JUMA! Ela foi morta sem nenhum motivo!». Junte-se agora a Liana e mais 265.381 apoiadores.