Punição severa ao motorista que jogou o cão ferido na caçamba do caminhão de lixo, e também aos demais funcionários que nada fizeram para impedi-lo.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 25.000!


Nós, brasileiros estamos chocadas com cenas em que um cão, além de ser atropelado e ter suas pernas quebradas, ainda foi jogado vivo dentro da caçamba do caminhão de lixo na cidade de Presidente Figueiredo, bairro Dutra - Manaus/Amazonas. A Matéria Publicada na ANDA foi curtida 86 mil pessoas, e também comentada e ampliada no portal R7 onde teve mais 61 mil recomendações e muitos comentários.

O Caso veio à tona porque as câmeras de um portal residencial captaram essa atrocidade. Segundo informou o portal "Anda", imagens mostram que após atropelar o cão, Jadson parou o caminhão, amarrou o cachorro pelo pescoço, arrastou-o até o veículo e lançou-o dentro da caçamba. Segundo relatos nas redes sociais, sem esboçar qualquer arrependimento, rindo, Jadson teria dito que "bicho é bicho e gente é gente".

O motorista do caminhão Jadson James França dos Santos, autor do crime, por enquanto, foi apenas afastado da função e recebeu multa de
R$ 3 mil. A empresa Via Limpa Ambiental, contratada pela prefeitura, hoje administrada por Neilson Cavalcante, para a limpeza urbana de Presidente Figueiredo declara que está apurando as evidências, no intuito de punir o motorista com base nas leis vigentes, mas até o momento nada de verdade foi feito. Tampouco, nenhuma providência foi tomada com relação aos demais funcionários da empresa que a tudo assistiram, sem nada fazer em Defesa do Cão.

Com isso, a população se sente desamparada. Um sujeito capaz de tamanha crueldade é um perigo para toda a sociedade e não somente para os animais. Estudos mostram que grande parte das pessoas que maltratam e matam bichos também são violentas com crianças, familiares e vizinhos . Estudo do FBI aponta que Mais de 85% dos psicopatas começaram sua trajetória de crimes "treinando" em animais domésticos. Por conta disso, a partir de 2016, quem maltrata e mata animais nos EUA será julgado como qualquer outro criminoso. No Brasil não há lei que coloque na cadeia indivíduos com personalidade extremamente violenta com animais. Ainda que condenados, pagam com serviços comunitários ou multas em dinheiro. E assim fica a população obrigada a conviver com sujeitos perigosos, completamente à vontade para cometer atrocidades, até mesmo em plena luz do dia.

Quem apresenta desejo de maltratar, torturar, ou mesmo sente prazer ao ver o sofrimento de um animal, é sem dúvida, um psicopata em potencial. Nao podemos permitir que uma pessoa que cometa tal atrocidade ainda possa andar livre na sociedade. Ele representa um risco para as pessoas e para outras formas de vida.

Portanto, pedimos a punição correta desse indivíduo, assim como para os demais funcionários presentes naquele momento, pela cumplicidade, omissão de socorro e não impedimento para a crueldade praticada contra o cão.