Vitória

Mude a definição de "casamento" no dicionário em respeito aos casais LGBTs

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 3.230 apoiadores!


Sou casado há quase três anos com o Maurício. São três anos de amor e parceria e, como qualquer casal, temos os nossos sonhos e projetos. No entanto, o casamento entre pessoas do mesmo sexo tem desafios jurídicos e também simbólicos. Por isso, fiquei muito chocado ao constatar que o dicionário Michaelis ainda define a palavra "casamento" como a "união legítima de homem e mulher". Peço que o dicionário compreenda o momento histórico que vivemos e mude esta definição, em respeito aos milhões de brasileiros que, como eu, constroem seus casamentos homoafetivos.

Recentemente, a Suprema Corte dos Estados Unidos autorizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país — decisão semelhante já existe no Brasil desde 2013, por deliberacão do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça. É inaceitável que, até hoje, eu, meu companheiro e muitos outros casais ainda não sejam representados em um dos mais respeitados e influentes dicionários da Língua Portuguesa. Assim, criei este abaixo-assinado e peço que você assine e compartilhe.

O dicionário Aurélio, por exemplo, já define “casamento” como “contrato de união ou vínculo entre duas pessoas que institui deveres conjugais.” Simples e respeitoso, não? Espero que o Michaelis tome a mesma decisão. E você?



Hoje: Eduardo está contando com você!

Eduardo Santarelo precisa do seu apoio na petição «Assine agora para mudar a definição de "casamento" no Michaelis em respeito aos casais gays». Junte-se agora a Eduardo e mais 3.229 apoiadores.