Petição para cancelarem o ENEM 2020

Petição para cancelarem o ENEM 2020

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


Diante da pandemia causada pelo novo Coronavirus, a educação teve sua "estabilidade" abalada, junto ao ENEM, que todo o ano é prestado por mais de 1 milhão de estudantes em todo o Brasil.


Alunos, em sua maioria de escolas públicas, pedem ao Ministério da Educação, junto ao INEP, repensar a importância de fazer uma prova em meio a uma pandemia mundial que já matou quase 100 mil cidadãos brasileiros, tendo em mente que alunos de escola pública sairão prejudicados com a prova e consequentemente alunos de cursos preparatórios particulares e com condições consideradas ótimas comparada a maioria dos vestibulandos, passarão em quase todas as vagas, tirando assim, o sonho da universidade de milhares de brasileiros.


Junto ao cancelamento do Exame Nacional do Ensino Médio, pedimos também para o ano letivo ser cancelado e começarmos tudo novamente, já que esse ano está totalmente perdido.

Esses são nossos motivos para o cancelamento:


1. Houve inicialmente, um questionário através da página do INEP para o adiamento da prova entre dezembro, janeiro e maio. O mês de maio foi campeão, baseado na escolha da maioria dos alunos (aqueles que possuem internet) e mesmo assim, o INEP anunciou a prova para janeiro, evidenciando o descaso com os estudantes, e novamente não respeitando a democracia e a escolha dos mesmos. 

2. No dia 31/07/2020 foi publicado o edital do ENEM, que constava o uso obrigatório e rígido da máscara, que até então, seria de extrema necessidade para evitar o contágio da doença. Mas a partir de relatos de diversos estudantes, o ENEM precisa ser cancelado por apresentar ser um risco a saúde pública, já que, pessoas asmáticas, com crises psicológicas, bronquite, pouco acesso a máscaras e sua reposição, é de grande parte, prejudicado.         

 3. A prova em janeiro, sem vacina e com o crescente número de casos evidenciados atualmente, pode ser um risco a saúde pública, com a possibilidade de alavancar o número de contagios e consequentemente o número de óbitos entre os estudantes, funcionários, familiares e etc.  

4. Durante a prova de 5h30 (do primeiro dia), os estudantes utilizam muito o uso de água e comida, dependendo muitas vezes desses recursos por doenças como anemia, gastrite, entre outros. No edital do ENEM não evidencia como será a alimentação dos estudantes, apenas a sua revista. Mesmo que seja aprovado a alimentação, a prática de tirar e colocar a mascára pode ser de grande risco para todos os indivíduos em questão, sendo que, muito dos envolvidos pertencem ao grupo de risco.


5. O ano letivo foi prejudicado e perdido pela maioria dos estudantes brasileiros. Se o ENEM acontecer, por falta de condições adequadas de estudo durante o ano, esses estudantes perderão a chance de ingressar em uma universidade com o vestibular.


6. Milhares de pessoas se locomoverão até o local da prova, e além do risco grande de contágio no transporte público, a maioria das salas de aulas onde a prova é feita tem péssimas qualidades, e muitas vezes uma ventilação precária.


Não cancelar o ENEM será um ato de desigualdade social enorme com milhares de estudantes que sonham com a universidade. Cancelem o ENEM para o bem da educação e da saúde nacional.