Lutar Não é Crime: pela reintegração imediata de Áureo Cisneiros na Policial Civil de PE!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


 Policial Antifascista é demitido pelo Governo de PE por atividade sindical, uma verdadeira perseguição política.

Na manhã desta terça-feira (05), foi publicado no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, a demissão de Áureo Cisneiros. Em mais um ato fascista de perseguição política, Paulo Câmara que já tinha em mãos, desde dezembro de 2017, a demissão do sindicalista e policial antifascista, Áureo Cisneiros. Concretizando assim, o instrumento que o governo do estado vem usando como ferramenta de controle: a perseguição!

O empenho em defender os interesses do Policial Civil e em denunciar a falta de gestão do Governo do Estado de Pernambuco com a segurança pública rendeu a Áureo 17 Processos Administrativos Disciplinares (PADs) e um criminal em que foi arrolado, todos por atividade sindical. Uma verdadeira perseguição para tentar acabar com o SINPOL e demitir o ex-presidente Áureo Cisneiros do quadro da PCPE.

Entre os inúmeros PADs, que começam antes mesmo de assumir a presidência do SINPOL com a denúncia da ausência de vários delegados em suas delegacias, estão pedidos por melhorias nas estruturas do IML e de delegacias, luta contra assédios morais, desvios de funções, liderança de campanhas salariais, greves e entraves que foram feitos nas ruas para melhorias de serviços essenciais para toda a população. PADs esses que durante a negociação da campanha salarial foram colocados em mesa e tiveram a promessa do Governo do Estado de serem extintos, já que todos são por lutas sindicais!

Áureo se consolidou como o maior nome de oposição ao governo de Paulo Câmara e ao monopólio de poder do PSB. Além disso, conseguiu o maior aumento salarial de sua categoria e encabeçou a maior luta pela valorização do Policial Civil de Pernambuco. Toda luta dele não repercutiu apenas nos trabalhadores policiais civis, foram beneficiadas todas as forças de segurança como os policiais penais, guardas municipais, policiais militares tendo sempre como princípio norteador a segurança pública cidadã, trazendo a força sindicalista de volta a Pernambuco.

O que aconteceu vai para além da demissão de Áureo Cisneiros, é um atentado a toda a categoria da Polícia Civil, a todos e todas sindicalistas, a toda classe trabalhadora e a toda população. Por isso nós assinamos o presente abaixo assinado solicitando a reintegração urgente e imediata do companheiro Áureo Cisneiros na Polícia Civil de Pernambuco. Lutar Não é Crime!!!