A Prefeitura do Rio de Janeiro está removendo os abrigos de gatos colocados por protetores

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


A Prefeitura do Rio de Janeiro está removendo as casinhas que protetores de animais, do próprio bolso, colocam em lugares públicos onde costuma haver o abandono de gatos. Por mera formalidade jurídica e paisagística, sem oferecer nenhuma solução aos animais que, por lei, deveria proteger.

Está sendo feito o "despejo" dos gatos do Campo de Santana. Há locais assim espalhados por toda a cidade, uma vez que a prefeitura não vem cumprindo com sua função de dar abrigo e/ou recolher, castrar e libertar. Há risco sério do caso de Campo de Santana se espalhar pelo resto da cidade. Crueldade animal de proporções metropolitanas.

As casinhas e a alimentação dos gatos a céu aberto não têm custo algum para a prefeitura, tudo sai dos bolsos dos protetores de animais envolvidos, protetores esses que também promovem, com seus próprios recursos, a castração para evitar novas ninhadas.

Sem abrigo ao ar livre, e a prefeitura não comporta mais animais nos abrigos públicos, ESSES GATINHOS VÃO MORRER. Com essas chuvas e o frio que tivemos no inverno, eles não teriam tido A MENOR CHANCE.

A solução é pressionar a prefeitura, a imprensa, a opinião pública e as entidades de defesa dos animais para que seja encontrada uma solução no mínimo humana para a questão.

Participe!