SOS Lagoa dos Patos, Salvador, que está secando!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


A Lagoa dos Patos (e dos micos, pássaros, árvores e flores) pode desaparecer!

 “O homem chega / já

desfaz a natureza /

 Tira gente / põe represa

e diz que tudo vai mudar”

 - Sobradinho (Sá e Guarabyra)

                 Sou uma pessoa privilegiada: morei na Ribeira, de frente para o pôr-do-sol, 24 anos em S. Lázaro, na Federação, com uma vista linda para o verde e para o mar, até que ao voltar do trabalho certo dia, a força da grana tinha colocado em minha frente uma parede de concreto, impedindo minha visão, a ventilação e a luz. A partir daí, planejei minha saída e antes mesmo de encontrar um apartamento, eu encontrei o lugar que queria morar - e onde estou, há quase 3 anos: a Lagoa dos Patos.

                Para quem não conhece, a Lagoa dos Patos está localizada no bairro da Pituba, entre as ruas Piauí e Maranhão. É um lugar muito bonito com uma pista de corrida e caminhada em volta de quase toda sua extensão, um cenário de muito verde, rodeado de mata atlântica, com árvores grandes tais como mangueiras,  amendoeiras, pau-brasil, para citar algumas. Espaço propício para quem quer relaxar e descansar nos seus bancos, admirar as árvores, a água e seus espelhos, as aves que lá habitam ou que, eventualmente, nos visitam, os pássaros que cantam todo o tempo, além de outros animais como os micos que estão sempre aparecendo por lá, brincando nos galhos das árvores e fazendo nosso deleite. A lagoa conta também com um parquinho e equipamentos de ginástica. É um lugar especial para todos que moram a sua volta.

                A Lagoa é utilizada para programas familiares, pais e mães levam seus filhos para passear e andar de bicicleta. Muitas pessoas, incluindo idosos, caminham em seu circuito ou transitam com seus cachorros, adolescentes conversam em seus bancos, e outras tantas pessoas fazem exercícios em seus equipamentos, em diversos horários, a exemplo dos já famosos praticantes de Mahamudra. É um espaço de convivência muito importante para as pessoas do bairro. Não é incomum encontrar pessoas que lá chegam pela primeira vez e ficam encantadas pela existência de um lugar tão lindo, numa rua, dentro da cidade.

                 Entretanto, este espaço está correndo sério risco! Os moradores do entorno já pediram socorro aos órgãos públicos competentes (Prefeitura, Ministério Público e diversas entidades ambientais) para tentar salvar a Lagoa dos Patos, que está morrendo.

                O espaço era habitado por muitas  aves, sendo que algumas foram  transferidas há um ano atrás, pela redução do nível e da qualidade da água da lagoa. Por sua resistência, foram ficando apenas os marrecos... Os cuidadores da lagoa estão tentando evitar que o destino das aves seja o mesmo do jacaré (sobre o qual até hoje se contam diversas histórias) que havia na lagoa e que sucumbiu à seca, assim como os peixes e as tartarugas. Na semana passada o cheiro dos peixes mortos nos mostrava a gravidade da situação.

                O motivo desta seca não se sabe ao certo. Alguns biólogos acreditam que a estiagem que atinge Salvador, exerce influência direta sobre o processo, mas alguns levantam a hipótese da existência de um nascedouro, que fazia com que a água da lagoa mantivesse o seu nível, e que muito provavelmente foi vedado por construções ou resíduos.

                Além da desobstrução e revitalização desta nascente, também são necessárias novas obras de canalização para um melhor aproveitamento das águas pluviais.  Vários moradores já recorreram até ao setor de Meio Ambiente do Ministério Público do Estado e a outros órgãos, porém sem qualquer intervenção efetiva.

              Em fevereiro de 2017, recebemos a visita da DESAL, Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador, e segundo uma profissional deste órgão, seriam solicitadas à Embasa algumas das seguintes intervenções: avaliação do estado das nascentes da lagoa e provável existência de entulhos no local e existência de poços artesianos não autorizados nos prédios do entorno, entre outras, mas nada foi feito. Entrevistada na época, “A Secretaria Cidade Sustentável e Inovação informa que a redução do volume de água na Lagoa dos Patos, [...], é causada pela diminuição da quantidade de água da chuva nessa época do ano em Salvador. A partir dos meses março e abril – período em que a chuva voltar a cair na cidade com mais frequência até julho, agosto – a própria natureza se encarrega de restabelecer o volume de água na lagoa”.

              Ajude-nos!! Assine o manifesto! A nossa cidade tem perdido áreas verdes com muita velocidade, e chegou a hora de pedirmos licença aos marrecos, micos e pássaros e fazermos todo barulho possível para salvar um espaço urbano de toda a cidade, a Lagoa dos Patos, que pode secar completa e definitivamente, por falta de ação dos órgãos competentes!

 Ao Prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto

Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador - DESAL, Marcílio de Souza Bastos 

À Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação - SECIS, André Moreira Fraga  

 

 

             



Hoje: Pessoa física está contando com você!

Pessoa física precisa do seu apoio na petição «Prefeitura: SOS Lagoa dos Patos, Salvador, que está secando!». Junte-se agora a Pessoa física e mais 1.065 apoiadores.