Trevo a trevo

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Venho através desse abaixo assinado solicitar o apoio da sociedade em geral e principalmente da classe dos caminhoneiros desse país, a qual faço parte, no sentido de corrigirmos um grave erro que vem nos prejudicando e causando ha anos grandes prejuízos a atividade do transporte de cargas, mais especificamente para os, transportadores autônomos.  

Trata-se da forma como as empresas que prestam o serviço de GPS, app para gerenciamento de mapas e distâncias entre localidades, cidades, estados e municípios, recursos esses utilizados para planejamento de viagens e composição de rotas para serviços diversos, tratam e consideram hoje a forma como essa distância é mensurada.

Esse procedimento hoje é feito trevo a trevo, ou seja, leva-se em consideração a distancia entre os trevos da localidade, cidade onde se esta, ao trevo da localidade, cidade onde se pretende checar.

Essa variante da distância entre o trevo e a cidade de destino em sua grande maioria é cruel, penosa e causadora de grande prejuízo para o caminhoneiro que arca com o custo dessa diferença de quilometragem pois a mesma não é considerada quando da contratação do serviço de frete, uma vez que as empresas de gerenciamento desprezam essas distâncias, pois consideram apenas distâncias trevo a trevo.

Na maioria das situações essas distâncias somam altas quilometragens, 40, 70 quilômetros a mais do que a distância contratada, considerando-se uma rota com várias cidades a serem percorridas invariavelmente somos penalizados financeiramente em dezenas de quilômetros efetivamente rodados, dos quais não recebemos nada por isso e amargamos por esse prejuízo.

  

Essa forma de medida de distância feita hoje não atende ao caminhoneiro, seguramente a classe que mais utiliza esse recuso, assim como não atende também outros segmentos que também utilizam o mesmo recurso, a explicação é simples, não é uma distância real, ninguém sai de um trevo para se chegar a outro trevo, seria o mesmo que sair do nada para se chegar a lugar nenhum.

Posto o esclarecido acima, venho por meio desse abaixo assinado solicitar ao Google Maps, Wase, Uber e demais gerenciadores de mapas de distâncias, que passem a considerar como "distância" entre estados, cidades e municípios o "centro geográfico" abolindo a distância trevo a trevo que tanto prejuízo tem causado pela irrealidade entre a distância informada e a distância real percorrida.   

Essa mudança tem acima de tudo o papel social em corrigir um grande equivoco  que afeta e causa prejuízo a uma das principais classes produtivas desse país, trazendo mais dignidade a profissão e reconhecimento a relevância dos serviços prestados.

Atenciosamente.

Emerson Gomes Vieira                                                                                                  Minas Gerais - Brasil.                 

 



Hoje: Emerson está contando com você!

Emerson Gomes Vieira precisa do seu apoio na petição «Google maps: Km Real». Junte-se agora a Emerson e mais 53 apoiadores.