Creation of the Super European Football League

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


This petition sums up whether to create a Super European Football League where the best teams of history of football of Europe will be reunited, in a single league. This league aims to improve the quality of current football, making the best players against the best and who can give us every week the show that we all deserve, thus allowing balanced national leagues without their usual champions, new soccer powers that have not yet appeared, and which can be integrated in this European Super League (SLE) in the future, and so we can significantly reduce the gap between clubs in the same league that is happening all over Europe today.

The European Super League (ESL) will consist of two divisions, ESL and ESL2, each with 24 clubs each, at the end of each season, 3 clubs up from league ESL2 to league ESL and another 3 descend from ESL to ESL2. There will be no ESL2 downgrades for at least the first 3 years, to give clubs the opportunity to build solid teams. After this adaptation period, the last 3 ESL2 qualifiers will be downgraded every season to give 3 new clubs the opportunity to play for ESL2 and, who knows, up to ESL.

The ESL and ESL2 leagues will run like any other national league, so it will not affect the calendar at all and will allow their players to play games for their national teams, allowing the normal operation of the FIFA World Cup and other continental competitions.

The clubs participating in ESL and ESL2 continued to compete in their respective national cups to give smaller clubs the chance to catch up with them (for example, Benfica would continue to play in the Cup of Portugal and the Portuguese Super Cup, if they win the cup of portugal), on the other hand they will be removed from the league of their country, so they can play the ESL throughout the year without having problems of tiredness or problems of schedule, entering another club of the inferior division to occupy its place , so the national leagues will be tightened without their usual champions and there will be chances for smaller clubs to grow and new "sharks" appear in world football.

B teams can not play in any of the major leagues so they do not rule out the chances of other growing clubs.

The teams participating in ESL and ESL2 will be able to continue to play the Champions League and the Europe League according to the available positions. The Champions League will continue to have 32 participants. With direct entry into the group stage are the winner of the Champions League , the winner of the Europe League, the 5 champions of the top 5 leagues in the UEFA ranking, the top 16 ESL and the ESL2 champion. The remaining 8 places will be allocated through play-ofs and other phases very similar to those of the current champions league, with the difference that for these play-ofs will enter the 17th, 18th, 19th, 20th and 21st ESL league and 2nd, 3rd and 4th classified in league ESL2. The Europe League will also continue to be very similar to what it is today, adding only a few ESL2 teams directly in the group stage or play-ofs, as previously mentioned in the Champions League case.

There will continue to exist European Super Cup and Clubs World Cup as they are today. For at least the first 3 years of the ESL and ESL2 there will be no fair play rule to allow the participating clubs to construct teams at the level of the competition in which they are inserted.This will allow the big players to rally to these leagues in order to compete at the highest level, and thus give space to the remaining players of the other leagues to be able to evolve and later have their opportunity in a great club.

The clubs proposed to play the ESL are:

Real Madrid, Barcelona, ​​Atletico Madrid, Sevilla, Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Liverpool, Juventus, Inter Milan, AC Milan, Roma, Napoli, Paris Saint Germain, Marseille, Lyon, Bayern Munich, Borussia Dortmund, Benfica , Porto, AFC Ajax and Celtic FC.

The clubs proposed to play the ESL2 are:

Zenit, CSKA Moscow, Shakhtar Donetsk, Olympiakos, AEK Athens, Galatasaray, Feyenoord, PSV Eindhoven, FC Basel, R.S.C. Anderlecht, AS Monaco FC, Schalke 04, Hamburger SV, Bayer 04 Leverkusen, Borussia Mönchengladbach, Eintracht Frankfurt, Wolverhampton, Nottingham Forest, Leicester City, Aston Villa, Valencia, Parma, Torino and Sporting Clube de Portugal.

(texto original em português, caso hajam erros na tradução)/(original text in Portuguese, if there are errors in the translation)

Esta petição resume se a criar uma super liga europeia de futebol onde serão reunidas as melhores equipas da Europa ao longo da historia do futebol, numa única liga. Esta liga tem como objectivo melhorar a qualidade do futebol actual, fazendo com que os melhores joguem contra os melhores e que nos possam dar todas as semanas o espectáculo que todos merecemos, permitindo assim ligas nacionais mais renhidas sem os seus campeões habituais, e que surjam novas potencias do futebol, que até ao momento não surgiram, e que futuramente possam ser integradas nesta super liga europeia (SLE), e assim podemos diminuir acentuadamente o desnível entre clubes da mesma liga que se verifica um pouco por toda a Europa actualmente.

A Super liga europeia (SLE) irá conter duas divisões, SLE e SLE2, cada uma com 24 clubes cada, no fim de cada temporada 3 clubes sobem da liga SLE2 para a liga SLE e outros 3 descem da SLE para SLE2. Não haverá descidas da SLE2 pelo menos nos 3 primeiros anos,para dar oportunidade aos clubes de construírem planteis sólidos. Após este período de adaptação, os últimos 3 classificados da SLE2 irão a cada temporada ser rebaixados,para dar oportunidade a 3 novos clubes de disputar a SLE2 e até quem sabe subir à SLE.

As ligas SLE e SLE2 irão decorrer como qualquer outra liga nacional,assim não irá afectar em nada no calendário e irá permitir aos seus jogadores disputar jogos pelas suas selecções nacionais, permitindo o normal funcionamento do mundial de selecções e de outras competições continentais.

Os clubes participantes da SLE e SLE2 continuaram a disputar as respectivas taças nacionais, para dar oportunidade aos clubes mais pequenos de terem o sonho de os poderem defrontar,(por exemplo, o Benfica continuaria a disputar a taça de portugal e a super liga portuguesa, caso ganhe a taça de portugal), por outro lado serão retirados da liga do seu pais, assim poderão disputar a SLE durante todo o ano sem terem problemas de cansaço ou problemas de calendário, entrando outro clube da divisão inferior para ocupar o seu lugar, assim as ligas nacionais serão mais renhidas sem os seu campeões habituais e haverá hipóteses para os clubes mais pequenos crescerem e aparecerem novos "tubarões" no futebol mundial.

As equipas b não podem disputar nenhuma das principais ligas, para não retirarem a hipótese dos outros clubes crescerem.

As equipas participantes da SLE e SLE2 vão poder continuar a disputar a liga dos campeões e a liga europa consoante as vagas disponíveis. A liga dos campeões continuará a ter 32 participantes.Com entrada directa na fase de grupos ficam o vencedor da liga dos campeões, o vencedor da liga europa, os 5 campeões das 5 primeiras ligas no ranking da UEFA, os 16 primeiros classificados da SLE e o campeão da SLE2. As restantes 8 vagas serão atribuídas através de play-ofs e outras fases muito semelhantes ás da liga dos campeões actual, com a diferença que para estes play-ofs entrarão o 17º, 18º, 19º,20º e 21º classificados da liga SLE e o 2º, 3º e 4º classificados da liga SLE2. A liga europa também continuará muito semelhante ao que é actualmente,acrescentando só algumas equipas da SLE2 directamente na fase de grupos ou por play-ofs, tal como anteriormente foi referido no caso da liga dos campeões.

Continuará a haver Supertaça Europeia e mundial de clubes tal como são actualmente. Pelo menos nos 3 primeiros anos da SLE e SLE2 não haverá a regra do fair play financeiro,para permitir aos clubes participantes destas ligas construírem planteis ao nível da competição no qual estão inseridos.Isto irá permitir  que os grandes jogadores rumem a estas ligas para poderem competir ao mais alto nível, e assim dão espaço aos restantes jogadores das restantes ligas para poderem evoluir e mais tarde terem a sua oportunidade num grande clube.

Os clubes propostos para disputar a SLE são:

Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Sevilha, Manchester United, Manchester City, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Liverpool, Juventus, Inter de Milão, AC Milan, Roma, Nápoles, Paris Saint Germain, Marselha, Lyon, Bayern Munich, Borussia Dortmund, Benfica, Porto, AFC Ajax e Celtic FC.

Os clubes propostos para disputar a SLE2 são:

Zenit, CSKA Moscovo, Shakhtar Donetsk, Olympiakos, AEK Atenas, Galatasaray, Feyenoord, PSV Eindhoven, FC Basel, R.S.C. Anderlecht, AS Monaco FC, Schalke 04, Hamburger SV, Bayer 04 Leverkusen, Borussia Mönchengladbach, Eintracht Frankfurt, Wolverhampton, Nottingham Forest, Leicester City, Aston Villa, Valência,Parma, Torino e Sporting Clube de Portugal.



Hoje: Ruben está contando com você!

Ruben Teixeira precisa do seu apoio na petição «FIFA: Creation of the Super European Football League». Junte-se agora a Ruben e mais 5 apoiadores.