Comunidade NF precisa do Dr. Bruno

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


NÓS, ABAIXO-ASSINADOS, SOLICITAMOS QUE SEJA ACEITO O PEDIDO DE EXTENSÃO DA CARGA HORÁRIA DO DR. BRUNO COTA

O centro de Referência em Neurofibromatoses (CRNF) do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais existe desde 2004 e nesse período vem atendendo cerca de 1500 famílias com Neurofibromatoses de todo
o Brasil.
Além do atendimento médico, realizado pelos médicos Nilton Alves de Rezende e Bruno Cezar Lage Cota, há orientação de residentes, estudantes de medicina e atividades de pesquisa e pós-graduação.
O Dr. Bruno Cota é parte fundamental de todo este trabalho e ele está solicitando a extensão de sua carga horária na Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) que administra o Hospital das Clínicas.
Seu pedido tramita publicamente pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), mediante o processo 23537.012014/202075 gerado pelo sr. Bruno Cezar Lage Cota, CPF 066461416-73, CRM 53266, médico, funcionário da EBSERH com
matrícula 1387784, lotado no Hospital das Clínicas da UFMG, para que ele continue prestando atendimento clínico ambulatorial às cerca de 1500 famílias de pessoas com neurofibromatoses, acompanhadas no Centro de Referência em Neurofibromatoses, do Hospital das Clínicas da UFMG.
As atividades do Dr. Bruno Cota no Centro de Referência em Neurofibromatoses (CRNF) foram interrompidas oficialmente no dia 01/05/2020, por determinação da sede de Brasília da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), que é uma empresa pública de direito privado, à qual o médico é vinculado para atendimento no Hospital das Clínicas da UFMG.
Além do atendimento às pessoas com suspeita ou diagnóstico de Neurofibromatoses (Neurofibromatose tipo 1, Neurofibromatose tipo 2, Schwannomatose e Síndrome de Legius), Bruno também exerce no centro atividades de pesquisa científica e outras atividades, como preceptoria e supervisão de estágio de residentes e estudantes de medicina; supervisão de alunos de medicina, fonoaudiologia e psicologia em projetos de iniciação científica vinculados ao CRNF; levantamento e organização de dados para produção científica de outros pesquisadores e colaboração na elaboração de materiais informativos sobre as neurofibromatoses.
Nossa comunidade formada por cerca de 80 mil pessoas com Neurofibromatoses vem pedir que o Dr. Bruno possa continuar atendendo no CRNF.


Belo Horizonte, 2 de junho de 2020