BRF: pare de torturar os animais e preserve a saúde das pessoas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 50.000!


Você sabia que a BRF, dona das grandes marcas Sadia e Perdigão, está se recusando a tirar centenas de milhares de animais de condições horríveis e também está colocando a saúde humana em risco? O que você vai ler abaixo, embora seja chocante, é uma triste e dura realidade. 

Centenas de milhares de porcas grávidas usadas para abastecer a cadeia da Sadia e da Perdigão com carne suína são obrigadas a enfrentar uma vida de extremo sofrimento. Cientistas de peso já mostraram que porcos são mais inteligentes que os cães e têm capacidades cognitivas similares às de crianças de três anos. Mas empresas como a BRF ignoram isso e abusam desses animais dentro de granjas industriais, que ficam bem longe dos nossos olhos. 

Porcas reprodutoras são praticamente imobilizadas e enclausuradas nas chamadas gaiolas de gestação, que são tão minúsculas que os animais não podem sequer caminhar ou virar-se dentro delas. A BRF se comprometeu publicamente a tirar as porcas dessas gaiolas, mas de uma maneira parcial e inaceitável. Em vez de eliminar totalmente o uso das gaiolas de gestação, a empresa ainda permite que essas gaiolas cruéis sejam usadas por até 28 dias durante os quatro meses de gravidez dos animais.

Os filhotes também têm um destino muito triste. Os leitõezinhos gritam de dor enquanto têm seus rabos cortados sem nenhum medicamento para aliviar a dor.  Eles são submetidos a essa horrível mutilação a sangue frio pois são criados em baias superlotadas e o estresse extremo faz com que eles comam os rabos uns dos outros. 

Para piorar, a BRF está irresponsavelmente dando antibióticos para os animais que são muito importantes para tratar doenças humanas e, por isso, não deveriam ser usados em animais. Isso pode criar bactérias super resistentes que contaminam a carne, o meio ambiente e nós, humanos. Essas superbactérias já matam mais de 700 mil pessoas por ano! A Organização Mundial de Saúde estima que, se isso continuar, 10 milhões de pessoas vão morrer por ano devido a essas infecções bacterianas–número muito maior do que qualquer pandemia que vimos até hoje.

A BRF é uma das maiores produtoras de alimentos do mundo e dona das marcas Sadia, Perdigão, Qualy, Grabits, Banvit, Sulina e Kidelli. Ela precisa entender que é inaceitável maltratar os animais dessa forma e colocar a saúde pública em risco. Juntos podemos fazer com que essa mensagem chegue até ela.

Pedimos que a BRF:

  • Elimine completamente, e NÃO parcialmente, as gaiolas de gestação para porcas grávidas.
  • Pare de mutilar os filhotes  ou que pelo menos use anestesia e analgesia nessas práticas de mutilação terríveis.
  • Pare de usar nos animais antibióticos que têm importância crítica para a saúde humana.
  • Tenha um plano de transparência que permita visitas de técnicos especializados de entidades de proteção animal às granjas comprometidas com essas mudanças.

A sua assinatura é fundamental para que a BRF mude sua postura. Por favor, assine esta petição agora e compartilhe com todos seus amigos, pelos animais, e pela nossa saúde!