Justiça por Yelissa Mendes

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


No dia 31 de Agosto de 2019 Yelissa Mendes de 24 anos de idade, residente da província do Huambo (Angola), finalista do curso de Literatura Inglesa no Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) foi violada, agredida e brutalmente assasinada pelo ex-namorado.
O corpo de Yelissa foi encontrado nas proximidades da floresta do Sacaála, nos arredores da cidade do Huambo, juntamente com a sua viatura no interior de uma lagoa à uma distância de 10 km do local do crime.


Após um ano fomos surpreendidos com a informação de que o autor do crime de assassinato bárbaro de Yelissa Mendes foi posto em liberdade a 12/11/2020 (quinta-feira).


Até agora não entendemos por que razão o indivíduo foi solto, sendo que não houve julgamento e o mesmo circula livre pelas ruas da cidade. Este abaixo assinado vem com o intuito de solicitar respostas e consequente o devido tratamento que um caso de homicídio qualificado merece, sendo que um indivíduo de tal índole livre representa perigo para outras mulheres e impunidade para mal feitores, que a justiça seja feita pela nossa Yelissa, vamos evitar que hajam mais Yelissas, vamos evitar que haja impunidade.
Ajude, pois hoje é a filha de alguém, a sobrinha, a prima e a irmã. A manhã poderá ser a tua.