Abaixo-assinado encerrado

Meu Irmão Valter foi furado por outro irmão Antonio Duque ! !

Este abaixo-assinado conseguiu 12 apoiadores!


Venho por meio desta pedir justiça para que esse elemento seja condenado por ter essa atitude de atentar contra a vida do meu irmão, na minha frente e na frente do meu pai, usando uma faca tipo peixeira deferiu vários golpe no abdome na mão no braço e na altura do femu na coxa impossibilitando ele por vários dias de trabalhar até o ponto de perder seu emprego pois eram taxista em Palmas TO, ficou vários dias afastado do serviço sem poder trabalhar, e sem receber pois era autonomo passando necessidade porque não tínhamos como trabalhar e o pior o risco de ter morrido

Por isso clamo a vocês assine essa baixa assinada para levar esse elemento a barra da justiça para que seja condenado o nome dele é Antônio Duque Barbosa de Sá e o outro irmão compassa dele que coordena e comanda os ataques chama de Deoclides Pereira sa Neto formado em Direito todos covardes e criminosos se uniram para tirar proveito com mentiras e maquiável, um outro crime também que o Sr. Deoclides prática muito; é o crime contra o idoso, ele usa o velho nosso pai para defender seus interesses, usa o velho como se um escudo fosse, para alimentar sua ganância, doentia por bem, por dinheiro, ao ponto de mandar o nosso Pai ate mentir para a justiça por várias vezes em especial nesse caso aí do atentado contra a vida do meu irmão Valter Barboza de autoria do seu comparsa Antônio Duque Barbosa de Sá, Ele usou o meu pai que viu essa tentativa de homicídio, e na hora da audiência com juiz, ele convenceu o nosso pai a mentir para o juiz em favor da sua obsorvicao.......

Evidencias do Crime

 

arma do crime

 

 

 

Facada da perna

 

 

Golpe no braço

Tentativa no abdome

 

Tentativa de golpe

 

 

 

Alci Barboza e Valter Barboza Foi Atacado na Frente do seu pai, enquanto passsava as férias, dia 12 de Julho de 2015 as 18:45 pelo seu irmão ANTONIO DUQUE BARBOZA com uma faca, a mando do seu irmão DEOCLIDES PEREIRA DE AS  NETO, Pois Deoclides não aceitando as denuncias feitas por Alci das VENDA DE CARTEIRAS DE HABILITAÇAO FALSAS e nem com a divisão das terras e determina que Antônio ataque seus irmão

Antonio ao chegar na casa do patriarca seu pai lhe abordou perguntando do que se tratava ele disse que trataria questões de madeiras e logo ao avistar Valter, ele disse que tinha um dos homens que ele queria tratar, levantou da cadeira se dirigiu a pessoa de valter onde puxou uma faca tipo pé cheirada da cintura e deferi-o varias golpes obtendo resultados no abdome, um corte no membro superior esquerdo pegando 6 pontos e no membro inferior direita pegando 7 pontos daí inicia uma luta corporal, depois de alguns minutos consegue mobilizar a faca onde bateu minha cabeça por varias vezes na parede, no chão, na mesa e cadeiras tendo a separação feita pelo meu irmão Alci Barboza onde mandou ele se retirar, e ele ao se retirar falou que que não iria ficar assim “como se o pior estaria por vim” e que voltaria ainda naquele dia para terminar o que tinha começado, o que me causa estranheza e que eu não tinha nada ave com a madeira ou com denuncia de carteiras, que ele tirou nas terras de Manoel a na tentativa de criar uma lide e tirar o Manoel da função de inventariante, tudo isso a mando do seu irmão DEOCLIDES No mesmo dia por volta de 12:00hs a Sra Meres Barros e Silva esposa do mesmo chega a nossa casa pedindo uma reunião onde questionou a madeiras que seu filho Renato da Silva Sá tinha apanhado nas terras de posse do Manoel Pereira de Sá Filho na Faz Jacaré e que a Sra Meres Barros e Silva teria acordado em pagar 3.000 mil reais 

que ao interrogar meu pai dia 10 de Julho de 2015 me surpreendimeu pai me relatou que seu filho Antonio ja vendeu parte dos 104 gados que tomou de conta em Agosto 2012 após a morte da minha mae e entregou agora em Julho de 2015 84 gados, sem bizerros e sem novilhas e que e produto de inventario,Dentre estas Afirmo também que ja algum tempo atrás o Sr Antonio a amando do Sr Deoclides fez uma Procuração do Sr Manoel para Antonio (pai de ambos) dando todos os poderes para vender e transferir os nossos bens, e que após a venda desses gados e retirada de madeiras foi revogada a tal procuração pela decisão da maioria, o Sr Antonio vem usando e manipulando o Sr Manoel 81 anos, sem poder responder mais pelo seus atos e se defender destas agressões, vem usando o Sr Manoel para fazer Boletim de Ocorrência contra seus próprios filhos, simplesmente no intuito de defender seus interesses ganancioso no patrimônio da família, pois ja se apropriou de 3 fazendas somando 25% do patrimônio, se apropriou de uma escritura da fazenda bananal novo impossibilitando a juntada da mesma nos autos do inventario, tudo isso sem anuência dos demais herdeiros. Motivo pelo qual procurou a autoridade competente para que fossem tomadas as providencias cabíveis.

“registro de richa antiga” do Sr Antonio Barboza de Sá para com a pessoa de Valter Que no dia 28 de fevereiro de 2008 o Sr Leotino Jose dos Santos Neto (Leotino do Lolo)Jose Batista da Silva Costa (João do Orante) e Mauro Pombo por volta das 13:00 Hs chegaram em meu estabelecimento me cobrando uma divida que eu já não devia mais, os mesmos ao informar ao Sr Antônio Barboza de Sá, desta possivel divida, o mesmo (Antonio) se aproveitando da situação mandou me amarrar (Valter) -(Em Cáceres Privado e Tortura pisicologica) para levar ate a a Fazenda no intuito de aproveitar da oportunidade e comprar a sede da sua Fazenda Retiro pelo preço muito inferior da tabela (Subtração de Bens) o que sabemos e que o o Sr Antonio Barboza de Sá, alem se aproveitar destas oportunidades, se juntou com o Sr Deoclides Pereira de Sá Neto para se apropriar dos nossos bens, 

QUE o autor o Antonio Duque possui armas de fogos, sendo um rife calibre 44, um rife Rossi calibre 22, uma espingarda rossi calibre 20, uma carabina e um revolver Taurus calibre 38; que as armas ficam em sua fazenda buritirana; QUE apresenta neste ato uma faca, a qual foi usada pelo autor para desferir os golpes contra as vítimas.

 



Hoje: Alci está contando com você!

Alci Barboza precisa do seu apoio na petição «Venho por meio desta pedir justiça para que esse elemento seja condenado por tentar contra a vida do meu irmão Valter». Junte-se agora a Alci e mais 11 apoiadores.