Restaurem o direito legal de livre circulação do livro "Zhuan Falun" na Rússia

0 людей подписали. Следующая цель: 7 500


Русский 中文 Français │English

    O livro "Zhuan Falun" é uma edição internacional traduzido para 38 idiomas. Este livro, escrito pelo Mestre Li Hongzhi, é sobre a prática de auto aperfeiçoamento físico e espiritual. Ele revela a essência dos ensinamentos do Falun Dafa (Falun Gong), e fala sobre como melhorar a moralidade humana, seguindo os princípios universais da verdade, compaixão e tolerância. Atualmente o livro é distribuído gratuitamente e é popular em mais de 110 países ao redor do mundo.

     O livro "Zhuan Falun" foi publicado em russo em 1997. Falun Gong, um sistema para elevar as qualidades morais de uma pessoa, apreciado pela sociedade e homenageado por prêmios e diplomas em muitos países, incluindo a Rússia. Seu autor, o Sr. Li Hongzhi foi nomeado duas vezes para o Prêmio Nobel da Paz, e indicado para o Prêmio Sakharov "pela liberdade de pensamento." http://www.faluninfo.ru/news/awards/russia/.

     No dia 26 de agosto, em 2008, segundo a decisão tomada pelo tribunal distrital Pervomaisky em Krasnodar, o livro "Zhuan Falun" foi erradamente atribuído a materiais extremistas e colocado na lista de literatura extremista do Ministério da Justiça russo. É importante mencionar que os praticantes do Falun Gong não foram devidamente informados sobre o julgamento. Eles souberam da decisão do tribunal só após sua publicação no site do Ministério da Justiça, quatro meses após a sua adoção.

     No dia 27 de outubro, em 2011, tribunal distrital Pervomaisky em Krasnodar readmitiu o livro "Zhuan Falun" como sendo extremista, após o retorno do caso para avaliar e reexame.

     A decisão do tribunal foi feita com violações graves do direito processual e do direito de substância. O Tribunal satisfez todas as petições do Gabinete do Ministério Público e rejeitou todos os pedidos, documentos e provas dos representantes do Falun Gong.

     Um respeitado perito em psicologia forense e linguística religiosa de 2011 (convocado pelo tribunal), não encontrou no texto de "Zhuan Falun" quaisquer declarações, incitação ao ódio religioso ou hostilidade, afirmação de exclusividade ou inferioridade, apelo a atos hostis ou violentos, mas o tribunal ignorou. O tribunal não levou em consideração as conclusões culturais e filológicas, a conclusão do cientista historiador e a resposta do Conselho heráldico sob o Presidente da Federação Russa, que foram apresentados no caso e continham conclusões inequívocas e unânimes sobre a ausência de ideias extremistas nos materiais.

    Leia mais sobre o processo: http://www.sova-center.ru/misuse/publications/2011/11/d23014/.

     Relatórios de peritos sobre o livro “Zhuan Falun”: http://faluninfo.ru/pressroom/documents/Expertnye-zaklushenija/.

     Desde então, os cidadãos da Rússia não tem sido capazes de se aproximar dos princípios deste antigo ensinamento, e praticantes de Falun Gong tem sofrido contínuas limitações dos seus direitos e liberdades legítimas, e submetidos a buscas, apreensões de livros e multas. http://faluninfo.ru/news/persecutions/Zapret_na_knigi/163.html.

     Esta petição carrega um desejo dos russos adeptos do Falun Gong pela restauração da justiça e retirada do livro "Zhuan Falun" da lista de literatura extremista. Este evento irá afetar diretamente os interesses do vasto número de pessoas, tanto cidadãos russos, quanto os milhões de cidadãos de outros países, envolvidos na prática espiritual e de saúde do Falun Gong. Essas pessoas estão convencidas de que eles têm o direito legal de utilização gratuita do livro "Zhuan Falun" e eles esperam a rápida restauração da justiça.



Cегодня Михаил рассчитывает на вас

Михаил Антоненко нуждается в вашей помощи с петицией «Restaurem o direito legal de livre circulação do livro "Zhuan Falun" na Rússia». Михаил и 6 711 участников этой кампании рассчитывают на вас сегодня.