Pela permanência do tombamento da Estações Ferroviárias de "Ipiabas" e "Santana de Barra"

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


Em 21 de outubro de 2020, a Prefeitura Municipal de Barra do Piraí promoveu o CANCELAMENTO DOS TOMBAMENTOS da Estação Ferroviária de Ipiabas e da Estação Ferroviária de Santana de Barra. 

Estas antigas estações são centenárias, tem grande valor histórico e cultural não só para o município mas para toda a região, pois suas características arquitetônicas e as memórias permitem o conhecimento de uma época muito importante para Barra do Piraí/RJ e para todo o Vale do Paraíba fluminense. O tombamento destas estações, que foi feito em 2005, é um instrumento pelo qual a população barrense tem garantida a proteção destes imóveis no âmbito jurídico. Em outras palavras, é a garantia de que não vamos um belo dia acordar com esses patrimônios descaracterizados ou até mesmo demolidos. O destombamento, infelizmente, tira toda a proteção municipal sobre os imóveis no âmbito jurídico e abre brechas para que obras sejam feitas sem observar as características originais dos nossos patrimônios.

Queremos a permanência dos tombamentos para garantir, perante a Lei, que nenhuma descaracterização ou demolição será feita em nosso patrimônio edificado, antes, durante ou depois das obras que estão sendo anunciadas na atualidade. 

Em cidades do entorno de Barra do Piraí, assim como em outras cidades, inclusive grandes cidades bem desenvolvidas, vemos que é possível manter preservação do patrimônio cultural e ainda assim promover progresso e desenvolvimento municipais. Portanto, queremos que sejam mantidos os tombamentos da Estação Ferroviária de Ipiabas e da Estação Ferroviária de Santana de Barra, para que sejam garantidas perante a Lei a conformidade das obras que virão no que se refere à preservação do nosso patrimônio ferroviário. Não somos contra obras, mas sim contra o destombamento.

Esta é uma iniciativa do Coletivo @barradopirahy, em prol da identidade barrense e do seu patrimônio cultural ferroviário.

____________________________________________

O texto da Lei n. 3331 na íntegra está publicado no BOE n.º 84, de 22 de outubro de 2020, com a ementa: PROMOVE O CANCELAMENTO DOS TOMBAMENTOS DE IMÓVEIS CONCEDIDOS ATRAVÉS DA LEI MUNICIPAL Nº 933 DE 10 DE JUNHO DE 2005 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.