Proteção dos trabalhadores na pandemia

Proteção dos trabalhadores na pandemia

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Sindicato Servidores Paulinia criou este abaixo-assinado para pressionar Pefeito Du Cazellato

Os especialistas são unânimes em afirmar que estamos vivenciando um momento mais grave que a "primeira onda ". Pela forma mais grave da doença, pela infecção dos mais jovens (com maior período de UTI), pela exaustão emocional, pela vulnerabilidade financeira, pelo fato da evolução estar muito parecida nas diversas regiões do país – e, portanto, sem possibilidade de transferências, como no primeiro pico – e por Paulínia já estar com 100% de sua ocupação na UTI. Vemos, desta maneira, como necessárias medidas de restrição de circulação e proteção dos trabalhadores compatíveis com esta gravidade. Consideramos insuficientes aquelas apresentadas até o momento e pedimos reconsideração dos gestores. Assim, nós abaixo assinados, vimos através deste reivindicar que:

- todas as unidades e departamentos que não fazem atendimento relacionado à pandemia de COVID realizem atendimento ao público UMA vez na semana, com instauração de rodízio de funcionários;

- afastamento daqueles com mais de 60 anos e com comorbidades;

- extensão de home office;

- fornecimento de EPIs em conformidade com a orientação da OMS para todos os trabalhadores expostos;

- rodízio dos trabalhadores da linha de frente e

- pagamento do adicional da pandemia estendido a todos os servidores em exposição.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!