Educação Financeira nas escolas da Curitiba

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Não é nenhuma novidade que o Brasil passa por tempos difíceis. Se por um lado o futuro é incerto, os palpites tendem a ser pessimistas. A taxa de desemprego no país aumentou para 12% no início de 2019, atingindo 12,7 milhões de pessoas, segundo o IBGE. Essa estatística, inclusive, tende a não diminuir tão cedo. O problema se torna ainda maior na perspectiva dos péssimos hábitos financeiros do brasileiro. Para se ter uma ideia, 60% da população está endividada, e mais de 20% é inadimplente. Ou seja, a maioria da população gasta mais do que ganha e, em alguns casos, não consegue pagar suas dívidas. Essa cadeia, que só parece piorar, não trás apenas problemas financeiros, mas também familiares e psicológicos.

Somos um grupo de estudantes da PUCPR que acredita que a resposta para os problemas que o Brasil sofre é a educação. Não se pode, entretanto, mudar todos os problemas de uma só vez. Por isso, identificamos a necessidade de começar com uma solução que trará progresso para o país: a inserção do Ensino Financeiro nas escolas primárias da rede municipal de Curitiba. Uma vez implantado em nossa cidade, o modelo poderá servir de referência para outros locais do Brasil, e é por esse motivo que temos muita confiança no potencial de transformação desse projeto.

A responsabilidade da inserção do conteúdo na grade bem como o plano tático de ação empregado será, inicialmente, da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba. Nossa sugestão é que seja inserida uma disciplina adicional na grade do ensino fundamental, ensinando as regras básicas de finanças pessoais e comerciais, com foco especial em empreendedorismo.

Acreditamos que esse tipo de atitude é fundamental para reverter o quadro econômico atual do país, pois além de estimular as próximas gerações a gerirem melhor seus recursos, a instrução recebida nas aulas poderá ser repassada dos alunos para os próprios pais, que infelizmente não tiveram a mesma oportunidade de aprender sobre um assunto tão importante.

Assine já a petição e faça parte dessa mudança!