×
You seem to have had an issue loading this page or you have javascript disabled, which may cause problems while using Change.org. To avoid any further inconvenience, please enable javascript in your browser and refresh this page.
Investiguem e processem os responsáveis pela morte do meu sobrinho, o bebê David Lucas (natimorto)
  • Petitioning Conselho Estadual de Saúde - Bahia

This petition will be delivered to:

Conselho Estadual de Saúde - Bahia
Diretoria Regional de Saúde - Salvador
Jossinei de Castro da Silva
Secretário Municipal de Saúde - Salvador
José Antonio Rodrigues Alves
Hospital Teresa de Lisieux (Hapvida)
Presidente - Hapvida
Jorge Pinheiro F. de Lima
Hapvida
Marketing

Investiguem e processem os responsáveis pela morte do meu sobrinho, o bebê David Lucas (natimorto)

    1. Elcimar Capinan
    2. Petition by

      Elcimar Capinan

      Salvador, Brazil

Após 9 meses de gestação saudável, o primeiro filho da minha irmã Luciana Capinã nasceu morto, por causa do desleixo com que ela foi tratada no Hospital Teresa de Lisieux (conveniado Hapvida), aqui em Salvador (BA). Ela esteve três vezes na maternidade com contrações, e nas três vezes os médicos mandaram ela voltar para casa. Na última vez foi tarde demais…

É um absurdo isso que aconteceu com o meu sobrinho. Estamos tristes, perdidos, sem saber no que mais acreditar. Ele se chamaria David Lucas, e já estava com 3,7kg na barriga da Luciana, que tem só 18 anos e está desolada desde 10 de junho, quando tudo aconteceu.

Por isso estou criando este abaixo-assinado. Queremos que a Diretoria Regional de Saúde da Bahia e a Secretaria de Saúde de Salvador criem uma comissão de investigação para apurar os fatos e punir os culpados.

Também quero assistência psicológica por parte da equipe do hospital e uma indenização, que vamos buscar também pela Justiça. Já soubemos que casos parecidos ocorreram no mesmo hospital. Isso tem que parar.

Assine, por favor. Assim você pode nos ajudar. Meu sobrinho não vai voltar, mas podemos evitar que outras famílias sintam a mesma dor. 

Recent signatures

    News

    1. Reached 35,000 signatures

    Supporters

    Reasons for signing

    • Daniele Brandão SALVADOR, BRAZIL
      • 10 days ago

      É revoltante o descaso pelo qual a saúde no Brasil se encontra. Pagamos altos impostos e não obtemos o minimo retorno, seja em educação, segurança, saúde, aspectos esses que são direitos básicos previstos na constiuição brasileira, sendo, portanto, dever do Estado e direito de todo e qualquer cidadão brasileiro. Enfim, até quando permitiremos esse abuso? O Brasil pede mudanças!!!

      REPORT THIS COMMENT:
    • Rafael Rend LAURO DE FREITAS, BA, BRASIL, BRAZIL
      • 16 days ago

      O objetivo deles é não diagnosticar as doenças, para assim não precisar tratar. É uma brecha de lei permitir que um plano de saúde seja dono de um hospital, e que só tenha este hospital como monopólio em Salvador-BA.

      REPORT THIS COMMENT:
    • Rafael Rend LAURO DE FREITAS, BA, BRASIL, BRAZIL
      • 16 days ago

      Esse hospital é um açougue, não fizeram exames no meu tio para não diagnosticar sua doença e precisar tratar.. esta é a tática deles, se fingem de burros, não diagnosticam nada, e com isso não tratam ninguém. É um hospital que visa o lucro da HapVida através do assassinato de pessoas.

      REPORT THIS COMMENT:
    • Márcia Rodrigues SãO CAETANO DO SUL, BRAZIL
      • 20 days ago

      Vamos lutar pela justiça nesse país e pela erradicação do descaso. Existem falhas, elas são humanas, mas estamos presenciando falhas que poderiam ser evitadas. O que mais me assusta é que em alguns hospitais do país pessoas são salvas, em outros não. O que falta? Onde está o erro? É o profissional? É a política do hospital? É a parte burocrática? Era inevitável a morte do bebê? Foi uma fatalidade? Ou poderia ser evitada, já que acreditamos estar nas mãos de profissionais que se empenharam para estudar e aprender a salvar vidas? O que será que teria acontecido se ela estivesse num excelente hospital em São Paulo ou mesmo na Bahia? Será que uma cesariana teria sido a salvação do bebê nas primeiras contrações? E os aparelhos que podem detectar o estado da criança (ultrassom, por exemplo). Como seria o tratamento se fosse em um hospital particular ou mesmo com um convênio dos mais sofisticados? Será que o fato de pagar de maneira direta dá o direito ao atendimento melhor e necessário? E o que pagamos de modo indireto, ou seja, todos os impostos que deveriam valer para a saúde e torná-la igualitária? Particularmente não posso culpar o médico ou a parturiente, pois eu não estava lá para presenciar exatamente o que houve. Mas, diante de tantos casos similares no país, ao menos um questionamento se faz necessário. É preciso investigar sim. É preciso verificar o que está saindo errado e corrigir. Vários bebês foram perdidos neste país, mas se lutarmos por uma saúde melhor poderemos salvar tantos outros. Nossa palavra é o único argumento, porém ela tem de ser coletiva.

      REPORT THIS COMMENT:
    • rejane breu RIO DE JANEIRO, BRAZIL
      • about 1 month ago

      SERÁ QUE FOI porque a moça ERA pobre ?

      REPORT THIS COMMENT:

    Develop your own tools to win.

    Use the Change.org API to develop your own organizing tools. Find out how to get started.