O serviço de internet na Ilha de Paquetá deve ser considerado um serviço essencial

O serviço de internet na Ilha de Paquetá deve ser considerado um serviço essencial

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Caroline Serra criou este abaixo-assinado para pressionar XXI região administrativa do Rio de Janeiro e

Na rotina atual com pandemia o serviço de internet não só é essencial para nos mantermos conectados com quem amamos como para garantirmos nossa subsistência por meio de home office e para que nossas crianças possam se manter estudando.

Hoje a Região Administrativa responsável pela Ilha de Paquetá, bairro localizado na região central do município do Rio de Janeiro solicitou a retirada do carro de serviço da empresa CW Net que é a maior fornecedora de internet da Ilha porque pelo entendimento da administração do bairro a internet não é um serviço essencial, logo o carro de serviço da empresa não poderia permanecer na Ilha. Porém segundo decreto 10.282 de 10 de março de 2020, o Presidente Jair Bolsonaro sanciona que os serviços de telecomunicações e internet são essenciais e precisam funcionar durante a pandemia de coronavírus (Covid 19) no Brasil ininterruptamente.

O serviço de internet na ilha já é instável devido a dificuldade causada pela nossa posição geográfica se ficarmos sem manutenção diária vai ficar inviável manter o serviço minimamente aceitável para poder utilizarmos para trabalhar e/ou estudar. É inviável economicamente pra uma empresa pagar a balsa pro carro de serviço entrar e sair da ilha todo dia sem aumentar muito a nossa mensalidade. Então convoco a todos os moradores a assinarmos um abaixo assinado mostrando para prefeitura e região administrativa que no nosso cotidiano atual o serviço de internet é sim um serviço essencial. Aqui na ilha já temos que viver com o mínimo, no limite do aceitável para termos uma vida confortável e competitiva com quem está no continente se nos tirarem isso vamos estar em desvantagem ou até mesmo perder nossos empregos.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!