Recorrer a decisão da justiça que concedeu a prisão domicilar a João Teixeira de Faria

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


A justiça em Goiás concedeu prisão domiciliar para João Teixeira de Faria, (João de Deus), preso há mais de um ano, além das ações penais por crimes sexuais, João Teixeira de Faria, responde formalmente pelo delito de coação de testemunhas no curso do processo, o que demonstra que existe possibilidade que, fora do cárcere possa voltar a entrar em contato com vítimas. 
As vítimas sentem temor de serem procuradas, ameaçadas ou coagidas. 
Em respeito e segurança dessas vítimas é inevitável recorrer a decisão da justiça para que João Teixeira de Faria volte ao cárcere privado. O pedido de HC foi alegado pela saúde fragilizada e a pandemia ao corona vírus compromete sua saúde. Lembramos que ativista que lutou de frente e denunciou os  crimes de João Teixeira de Faria, não teve suporte nenhum, fora perseguida, fora ameaçada e tristemente o suicídio. Não podemos ser conivente. Não devemos nos calar. Honraremos suas vítimas e a memória da ativista que lutou até o fim de sua vida para que a justiça fosse feita. Minha infância foi marcada por abusos sexuais, onde o abandono, a rejeição, o medo, a culpa e desorientação sexual, marcaram para sempre minha vida. Me sinto responsável em orientar, acolher mulheres na mesma situação. Lutemos!