Vigilâncias Sanitárias, defendam a juventude! Fiscalizem a venda de cigarros a varejo.

Vigilâncias Sanitárias, defendam a juventude! Fiscalizem a venda de cigarros a varejo.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
CAT - Centro de Apoio ao Tabagista criou este abaixo-assinado para pressionar Vigilâncias Sanitárias Estaduais e Municipais

O Centro de Apoio ao Tabagista - CAT trabalha, há mais de 30 anos, basicamente em 2 frentes principais: a redução da experimentação de tabaco e consequente iniciação na dependência química em nicotina por jovens; a sensibilização dos fumantes de todas as idades rumo à parada de fumar.

A nicotina, presente em qualquer produto de tabaco, é considerada a substância psicoativa com maior potencial para gerar dependência química dentre todas as que se conhece, incluindo aí cocaína, crack, heroína, álcool, etc. E a iniciação no uso dá-se, em 90% dos casos, antes de completados os 19 anos de idade, e, em 95%, antes de completados os 21.

Um dos facilitadores para que crianças e adolescentes experimentem o 1º cigarro é a venda de cigarros a varejo (também chamada de venda picada), dado o seu preço mais baixo quando comprada apenas 1 unidade. Outro prejuízo sanitário causado por esta forma de venda, observa-se com a recaída de fumantes em período de síndrome de abstinência, iludidos pela possibilidade de fumar 'só unzinho'.

O tabagismo, é considerado pela Organização Mundial da Saúde o maior problema de Saúde Pública do planeta desde 1998, quando assumiu a diretoria-geral da Agência, a médica norueguesa Gro Brundtland. Atualmente, consumir tabaco leva à morte de 8,1 milhões de pessoas por ano globalmente. Tudo o que pudermos fazer para minorar este impacto tem de ser feito, e com a urgência necessária.

Por todo o exposto, a legislação federal brasileira agiu preventivamente, proibindo expressamente esta venda, determinando que os cigarros só podem ser comercializados em embalagens lacradas e contendo uma vintena (20) deles. Há, pelo menos, 2 décadas e meia, a lei a este respeito é bem clara em nosso país. O que falta para que seja cumprida é a efetiva ação fiscalizatória das VISAs (Vigilâncias Sanitárias estaduais e municipais).

Portanto, em nome da saúde das pessoas, ao trabalho!

 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!