FUMEC: REDUÇÃO DAS MENSALIDADES DURANTE A COVID-19

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Vivemos um período delicado causado pelo vírus COVID-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia global e em Minas Gerais foi decretado estado de emergência.
Neste sentido para o bem-estar coletivo tornou-se necessário medidas emergenciais relacionadas ao convívio social como evitar transitar e permanecer em espaços com aglomeração, tudo para que a proliferação do vírus seja controlada.
Diante disso, a maioria das escolas e universidades suspenderam suas aulas presenciais como medida preventiva, além da diminuição do uso do transporte público.
Depois das suspensões das aulas, neste período de quarentena, há questionamentos de muitos estudantes quanto a necessidade de serem encontradas formas para continuar estudando. Criado para aliviar os efeitos do Corona Vírus no ambiente acadêmico, o Comitê Operativo de Emergências do MEC, deliberou que serão permitidas alterações no calendário escolar (como antecipações das férias), além da flexibilização das disciplinas presenciais para serem ministradas em EAD (Ensino à Distância). A segunda opção tem sido amplamente adotada por grande parte das universidades particulares.

Grande maioria dessas instituições não consultaram o corpo estudantil para tomar um posicionamento a respeito do assunto, pois tais mudanças refletem na qualidade do ensino e principalmente na cobrança integral das mensalidades, já que os cursos presenciais são bem mais caros e não estão sendo ofertados em suas condições ideais.

Além disso os cursos EAD necessitam de acesso estável a internet e um computador, como farão os alunos que não tem?

Também é necessário pensar todo o contexto social e econômico que estamos vivendo, sabemos que uma grande parcela dos estudantes das universidades privadas trabalham para manter seus estudos, o cenário que vivemos é de demissões e incapacidade de profissionais liberais de continuarem atuando, como ficarão aqueles que não conseguirem trabalhar pra pagar a mensalidade? E os bolsistas do QueroBolsa que se não pagarem em dia perdem a bolsa?

Exigimos um posicionamento melhor elaborado da Universidade FUMEC em relação a realidade de TODOS os estudantes. Educação não é mercadoria e não aceitaremos que seja tratada como.

#EDUCAÇÃONÃOÉMERCADORIA