Abaixo-assinado encerrado

Fosfoetanolamina, por que tirar a possibilidade dos portadores de câncer?

Este abaixo-assinado conseguiu 1.827 apoiadores!


A Fosfoetanolamina sintética, desenvolvida na Universidade de São Paulo, pelo profº Gilberto Orivaldo Chierice e sua equipe, em estudos que já duram 20 anos, é uma substância atóxica, similar à produzida por nosso organismo, que consegue não só sinalizar, como coibir o avanço da célula cancerígena no organismo humano, sem que qualquer efeito colateral se apresente,podendo em incríveis 6 a 8 meses de utilização, trazer não só uma sobrevida saudável, como colaboração para a estabilização da doença. Devido à divulgação precoce da pesquisa, multidões acorreram à Universidade, atrás da chamada "pílula do câncer" e com isso, provocando várias demandas judiciais e a interrupção das pesquisas. Inadmissível, diante de algo tão extraordinário, impedir-se pessoas possam lutar por suas vidas, direito inalienável garantido pela nossa Constituição, vetando a continuação das pesquisas, por disputas de poder e ambição corporativos, pois um dos objetivos do pesquisador é que fosse distribuída pelo SUS. Hoje as pessoas que desejem a substância só o conseguem através de liminar e manipulado por um único laboratório, autorizado a produzir a fórmula patenteada do profº Gilberto, sendo este fiscalizado pela própria Anvisa. Ora se o próprio órgão de fiscalização de Saúde Pública do país, chancela, onde está o perigo? E por que o lobby de alguns donos de clínicas oncológicas que fazem o tratamento tradicional, são tão contra ela? Por que negam os testes científicos comprobatórios da eficácia da substância? Por que ignoram os depoimentos de milhares de pessoas que tiveram melhora substancial ao utilizá-la? São muitas perguntas sem respostas e nós as queremos!



Hoje: Katia está contando com você!

Katia Ennes precisa do seu apoio na petição «Universidade : Fosfoetanolamina, por que impedir a possibilidade dos portadores de câncer?». Junte-se agora a Katia e mais 1.826 apoiadores.