AELBRA/ ULBRA: cumpra a determinação de honrar seus acordos trabalhistas

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


A Ulbra tem desligado funcionários sem cumprir com suas obrigações trabalhistas. Salários em haver, 13° salários, férias, é até mesmo fundo de garantia têm sido parcelados em acordos firmados nos sindicatos das categorias dos funcionários desligados. 

Após firmar estes acordos, parcelando direitos trabalhistas que deveriam ser pagos em 10 dias após o desligamento dos funcionários, a ULBRA solicitou Recuperação Judicial, suspendendo então os pagamentos com a alegação de que estariam juridicamente impedidos.

Contudo, recentemente houve decisão em Agravo do Desembargador Niwton Carpes da Silva no processo nº 5008103-03.2020.9.217000/RS OBRIGANDO A INSTITUIÇÃO A CUMPRIR INTEGRALMENTE O ACORDO COM O PAGAMENTO IMEDIATO DAS PARCELAS, JÁ ATRASADAS A MAIS DE 100 DIAS, o que não está sendo cumprido pela ULBRA.

Nós, ex funcionários credores da ULBRA, exigimos o cumprimento da determinação judicial, pagamento em 48 horas, sob pena de multa diária e prisão dos dirigentes da ULBRA em caso de descumprimento, em consonância com o artigo 330 do código penal.