Artistas denunciam abuso da UEFA

Artistas denunciam abuso da UEFA

0 personas han firmado. ¡Ayuda a conseguir 150.000!

Jaime Puente
Jaime Puente ha firmado esta petición

Castellano English Française Deutsche Nederlands Italiano Galego Català Valencià Euskera

Artistas denunciam abuso da UEFA

Não é possível construir um setor sustentável, convocando um casting em regime de voluntariado para um evento com a dimensão e  importância da Cerimónia de Abertura da Final da Liga dos Campeões da UEFA.

Esta denúncia surge na sequência da publicação por um produtor, já veterano na organização de produções artísticas, SoldOUT, para um casting para 200 artistas "voluntários", "mais de 16 anos", com disponibilidade para "ensaiar entre os  dias 15 de maio e 1 de junho" para acompanhar nesta Cerimónia "um artista musical de renome mundial e um coreógrafo de renome internacional".

As associações Apdcm [1] e ConARTE [2] só podem denunciar o atentado à dignidade e direitos dos artistas, tal como já fizeram  anteriormente aquando das ofertas de trabalho não remunerado "em troca de menção em créditos" para participar em 080 Barcelona Fashion Week (uma iniciativa da Generalitat de Catalunya), ou na Gala dos Goya (organizada pela Film Academy) e notificar a Inspecção do Trabalho da alarmante proliferação destas más práticas.

Queremos que a Cerimónia de Abertura da Final da Liga dos Campeões da UEFA, o grande evento do futebol profissional europeu, seja um exemplo de boas práticas para o sector do entretenimento e, como instituições desportivas, respeitem as condições de trabalho e os salários de um setor já suficientemente empobrecido e frágil: o setor dos artistas.

Consideramos um insulto e um desprezo pela capacidade profissional de todos os trabalhadores e do coletivo de artistas quando não se quer renumerar o seu trabalho. Hoje falamos de bailarinos, amanhã podem pedir voluntários de qualquer outra profissão.

Exigimos que uma entidade como a UEFA seja um exemplo de boas práticas, em defesa dos artistas, rejeitando veemente esse tipo de conduta, que ameaça a dignidade dos trabalhadores, viola as normas de trabalho vigentes e configura uma fraude à Segurança Social.

Exigimos que o Ministério da Educação, Cultura e Desporto e a Real Federação Espanhola de Futebol, como membros da UEFA, apoiem as boas práticas no nosso país desta entidade europeia. Exigimos às entidades privadas que patrocinam o evento, que exigem tanto à UEFA, à empresa de produção SoldOUT como a qualquer outra empresa subcontratada, o cumprimento da legislação laboral vigente e uma atitude ética em paralelo ao  esforço económico realizado para apoio deste evento.

Os artistas da dança encontram-se atualmente no nosso país numa situação conforme detalhada no anuário da SGAE: "A Dança: comparando os resultados obtidos em 2017 com os de 2008, tem perdas significativas nos três indicadores: 56% nanúmero de representações, 46,3% na assistência e 54,6% na renumeração ". Com esses índices, em  queda no período de 10 anos superior a qualquer outro setor das artes e apesar das tímidas recuperações que a dança no nosso país está realizando, os dados do último exercício indiciam situações humanas difíceis, tanto que, segundo o Estudo socio-laboral do grupo de atores e bailarinos em Espanha, 92% dos intérpretes têm rendimentos  inferiores a 12.000 euros por ano; estamos falando de um perfil profissional maioritário de mulheres de 33 anos com ensino superior e 600 € de renda mensal, quando têm trabalho ....

Desta vez, não é sobre um qualquer evento de caridade para o qual uma colaboração desinteressada poderia ser considerada. Não há nada pior do que colocar estas questões como dicotomias exclusivas entre fãs de futebol e artistas, entre profissionais e amadores, quando a questão é muito diferente: se a UEFA considera o respeito como um valor, deve começar por respeitar os profissionais em necessitam que trabalhem no evento desportivo do campeonato europeu, em vez de usar uma oferta de trabalho como voluntário ...

 

Atenciosamente,

Associação de Profissionais de Dança na Comunidade de Madrid
Cl. Conde Vistahermosa, 9
Tel: 915695195

Contato: conarte.media@gmail.com

Redes sociais: https://www.facebook.com/APDanzaMadrid/

https://twitter.com/apdcm


[1] Associação de Profissionais de Dança na Comunidade de Madrid (APDCM)
[2] Confederação de Artistas-Trabalhadores da Mostra (ConARTE)

A APDCM é uma união da confederação ConARTE,
ConARTE é membro da FIA (Federação Internacional de Atores)

Esta campanha internacional é baseada em uma ideia original de N.M.