TripAdvisor, pare de acobertar casos de assédio sexual!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500.000!


Em uma viagem internacional que fiz recentemente com meus amigos, decidi ir em uma excursão. Eu nunca poderia imaginar que nosso guia turístico, que veio com ótimas avaliações no TripAdvisor, iria me estuprar, e que o TripAdvisor não faria praticamente nada para prevenir que ele faça isso de novo.

Eu sou apenas uma entre incontáveis mulheres que têm sido ignoradas ou maltratadas pelo TripAdvisor depois de reportar um caso de abuso sexual em um negócio dentro do site. Na era do #MeToo, essa companhia não está levando a violência contra a mulher a sério.

Meu abuso foi extremamente traumático e provavelmente uma das piores coisas que eu já vivi. Mas a humilhação que sofri quando pedi ajuda ao TripAdvisor foi ainda pior. Quando pedi para que eles alertassem outras turistas sobre meu abusador, a companhia simplesmente sugeriu que eu deixasse uma avaliação. A solução não foi apenas lamentavelmente inadequada para alertar outras turistas (minha avaliação de uma estrela iria facilmente desaparecer entre outras reclamações sobre o guia), como também iria requisitar que eu revivesse os detalhes dolorosos do meu abuso e me expor publicamente em um lugar onde meu estuprador poderia me encontrar.

TripAdvisor é o maior site de viagens do mundo. Junte-se a mim e exija que eles ajam como verdadeiros líderes da indústria, tomando medidas para proteger seus usuários e pedindo mais segurança dos negócios que eles promovem.

A companhia já cedeu à pressão popular em relação a esse tema ao implementar um sistema para alertar usuários sobre negócios com “problemas de saúde, segurança e discriminação”. Mas o sistema está se comprovando ineficaz e insuficiente.

Agora é o momento de pedir por políticas que irão realmente proteger as usuárias de possíveis abusos sexuais e incentivar negócios de viagem a fazerem o mesmo. Se várias de nós levantarmos nossas vozes agora, a má publicidade que o TripAdvisor irá receber por nossa pressão irá forçar a companhia a fazer algo.

Junte-se a nós!