Justiça por Mariana Ferrer #JusticaPorMariFerrer

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 4.500.000!


Mariana Ferrer tem 23 anos, é blogueira e sua história viralizou quando denunciou um caso de estupro no beach club Café de La Musique, em Florianópolis-SC, onde trabalhava como promotora de eventos. O caso ocorreu em 2018, mas o processo dura até hoje.

A garota tinha 21 anos na época e era virgem. Mariana acusa André de Camargo Aranha de tê-la estuprado. Sua mãe disse que o vestido de Mari continha sangue e esperma, que estava desorientada e nunca havia visto a filha naquelas condições.

O The Intercept divulgou gravações da audiência, causando grande comoção pública, levando muitas pessoas a questionar o tratamento dado à Mari pelo promotor, juiz e advogado de defesa. Pelas imagens, o advogado de André chegou a mostrar fotos de Mari e, posteriormente, dizer para ela que “jamais teria uma filha de seu nível”.

No dia 03/11/20, o assunto #JusticaPorMariFerrer foi o mais comentado no Brasil e a petição ganhou milhões de novos apoiadores. Precisamos nos unir e mostrar nossa força nesse momento difícil para todas as mulheres. A defesa de Mari entrou com um recurso e o processo segue em segredo de justiça. 

Como ajudar?

  1. – Divulgue o abaixo-assinado. Converse com as pessoas próximas, principalmente homens. Não deixe esse tema cair no esquecimento! É assim que a comoção popular acontece e mostramos que não aceitamos nada menos que justiça na íntegra.
  2. – Cobre as autoridades e envolvidos pelas redes sociais, nossa pressão pode mudar tudo! Principais alvos: Ministério Público de SC, Tribunal de Justiça de SC e Conselho Nacional de Justiça.
  3. – Envie mensagens de apoio à Mari pelas redes sociais ou nos comentários da petição.

Assine e compartilhe essa petição para ajudar o caso a ganhar mais visibilidade, para que ele não seja esquecido e nem abafado. Só queremos justiça por Mariana Ferrer.