"Legalização para o uso recreativo da maconha."

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Nos últimos anos, países como Holanda, Uruguai e alguns estados dos EUA descriminalizaram a maconha. As leis que acometem a erva nestes lugares variam porém, a diminuição do tráfico de drogas e o aumento da receita pública foram fatos constatados nas localidades em questão. Tanto o tráfico, quanto a falta de verbas são problemas que assolam o Brasil. Logo, a legalização da maconha pode vir a tornar-se uma das soluções para estes problemas.
Em primeiro lugar, o tráfico de drogas movimenta milhões de reais todos os anos, estimulando o crescimento do mercado negro brasileiro. A aparente facilidade do ganho de dinheiro no meio ilícito não só atrai adultos, mas também adolescentes e crianças que buscam uma melhora de vida e acabam adentrando o meio criminal.
Em segundo lugar, recentemente a Anvisa permitiu a venda de remédios com substância da Canabis (nome cientifico para a maconha) para pacientes acometidos por doenças , como a epilepsia. Por outro lado, pela erva não ser produzida no Brasil, os remédios importados possuem preços elevados dificultando o acesso e o tratamento dos pacientes, além de deixar de gerar empregos para a população brasileira.
Em suma, a liberação da maconha para fins medicinais e recreativos com restrições impostas por leis federais podem, além de diminuir consideravelmente o tráfico de drogas, gerar mais empregos por vias legais e consequentemente aumentar os tributos recolhidos pelo Estado que poderão ser reaplicados na educação, saúde e segurança. Durante o processo de legalização, tanto a mídia, quanto as escolas, ganham o importante papel de informar e conscientizar a população a respeito da Canabis. Garantindo assim o direito de escolha de cada cidadão.

Aqui deixo 10 Razões  para unirmos pró legalização.

1. A legalização colocaria fim a parte exageradamente lucrativa do negócio do narcotráfico, ao trazer para a superfície o mercado negro existente.

2. A legalização reduziria dramaticamente o preço das drogas, ao acabar com os altíssimos custos de produção e intermediação que a proibição implica. Isto significa que muita gente que é viciada nestas substâncias não teria que roubar ou prostituir-se com o fim de custear o atual preço inflacionado destas substâncias.

3. Legalizar a maconha faria com que a fabricação dessa substância se encontre dentro do alcance das regulações próprias do mercado legal. Abaixo da proibição, não existem controles de qualidade ou vendas de doses padronizadas.

4. O narcotráfico tem estendido seus tentáculos ao cenário político do país. A legalização acabaria com esta nefasta aliança do narcotráfico e o poder político.

5. Legalizar as drogas acabaria com um fonte importante de corrupção, a qual aumenta em todos os níveis do governo devido ao fato de uma substancial parte de toda a classe de autoridades tem sido compradas, subornadas e extorquidas por narcotraficantes, criando um grande ambiente de desconfiança por parte da população quanto ao setor público de forma geral.

6. O governo deixaria de desperdiçar bilhões de reais no combate as drogas, recursos que seriam destinados a combater os verdadeiros criminosos: os que violam os direitos dos demais (homicidas, fraudadores, estupradores, ladrões etc).

7. Com a legalização se acaba com o pretexto do Estado de violar nossas liberdades civis com o fim de levar a cabo esta guerra contra as drogas. Grampos telefônicos, buscas, registros legais, censura e controle de armas são atos que atentam contra nossa liberdade e autonomia como indivíduos.

8. Legalizar a maconha desativará a bomba-relógio em que se converteu o Brasil.

9. Em uma sociedade onde as drogas são legais, o número de vítimas inocentes produzidas pelo consumo e venda de entorpecentes seria reduzido substancialmente. Grande quantidade de pessoas que nunca consumiram essas substâncias ou que não estão relacionadas com essa atividade se veem prejudicadas ou perdem a vida devido as “externalidades” da guerra contra as drogas: violência urbana, abusos policiais, confiscos de propriedades, revistas e buscas equivocadas, entre muitos outros casos.

10. A legalização conduzirá a sociedade a aprender a conviver com as drogas, tal e como tem feito com outras substâncias como o álcool e o cigarro. O processo de aprendizagem social é extremamente valioso para poder diminuir e internalizar os efeitos negativos que derivam do consumo e abuso de certas substâncias.



Hoje: Joab está contando com você!

Joab Lima precisa do seu apoio na petição «Supremo Tribunal Federal : "Legalização para o uso recreativo da maconha."». Junte-se agora a Joab e mais 14 apoiadores.