Somos CONTRA o ensino médio à distância!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou no início de novembro que 20% da carga horária do ensino médio diurno possa ser à distância, enquanto pro noturno pode chegar até a 30%. Leia mais nesta notícia do G1.

Isso não vai garantir a melhoria da qualidade do aprendizado. Além disso a classe mais pobre não terá condições de colocar em prática esse modelo, uma vez que essa modalidade de ensino depende de tecnologias avançadas e internet muitas vezes indisponíveis!

Rita André, doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especialista em indicadores de riscos do desenvolvimento infantil pela Universidade de Lyon, na França. Ela chama a atenção para os perigos de afastar alunos jovens do convívio social, defendendo a modalidade a distância como um complemento que deve ser dosado: “O ser humano é social por natureza e nós aprendemos à medida que interagimos uns com os outros. Sendo assim, o papel do professor e a convivência proveniente do ambiente escolar são requisitos fundamentais para a aquisição do conhecimento”, conclui.

Para Salomão Barros Ximenes, membro da Ação Educativa e professor de Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC (UFABC), a proposta não oferece uma solução que leve em conta a qualidade do ensino. “Ela oferece uma falsa solução, que é jogar o problema para baixo do tapete”, afirma. “Esses alunos estarão matriculados, mas na realidade ficarão mais distantes de fato de um processo educativo que seja relevante”.



Hoje: Dia do Basta está contando com você!

Dia do Basta precisa do seu apoio na petição «Somos CONTRA o ensino médio à distância!». Junte-se agora a Dia do Basta e mais 106 apoiadores.