Deportar quem quer deportar o Glenn Greenwald

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Glenn Greenwald é residente no Brasil há 14 anos, casado com um brasileiro, pai adotivo de 2 filhos e representa a esperança de milhões de brasileiros em ter um jornalismo isento, comprometido com a verdade dos fatos e não com os interesses econômicos da elite midiática brasileira encabeçada pelo grupo Globo. Seu excelente trabalho à frente do The Intercept trouxe à luz informações que dão verdadeira transparência às ações de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol no comando da operação lava-jato, demonstrando violações claras do Estado Democrático de Direito através da quebra do código de ética da magistratura.

Após exercer o direito de dar ciência aos brasileiros sobre ações ilegais da dupla Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, que rompendo com a ética e distância exigida pelo decoro de seus cargos, extrapolando os limites éticos de suas atribuições legais para atingir objetivos POLÍTICOS, Glenn tem sido alvo de ataques difamatórios e perseguição de ativistas radicais de extrema-direita, incluindo um grupo que pede sua expulsão do território brasileiro, revogando seu direito de ir e vir unicamente por exercer sua profissão com independência e ética. 

Exigimos respeito ao Glenn, seu trabalho e sua família. Não permitiremos que um jornalista premiado internacionalmente e que tem atuado sob a égide da justiça, obedecendo o código de ética de sua profissão seja tratado com tamanho desrespeito, enquanto a mídia corporativa brasileira atua diariamente para blindar os que deveriam defender a lei mas estão a quebra-la sistematicamente para atingir pura e somente objetivos políticos. O povo brasileiro merece saber como os agentes da justiça tem atuado. Não existe Democracia sem uma justiça transparente e que julgue de forma isenta e apartidária todos os casos de interesse público. O trabalho de Glenn é necessário para fortalecer a Democracia Brasileira. Se tivermos que optar em deportar/exilar alguém, nós brasileiros escolheremos expulsar do país as pessoas que querem esconder e não quem luta para trazer luz à fatos de interesse nacional.