Transparencia SBOT-CET Instagram: grupoteot2019

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Sociedade Brasileira de Ortopedistas e Traumatologistas (SBOT)  - Comissão de ensino e treinamento (CET)

Vimos por meio desta solicitar  transparência e cumprimento integral do edital e de suas normativas pela comissão examinadora do  processo seletivo do 48º TEOT - 2019. Para que a sua missão de congregar e valorizar os ortopedistas, aprimorando suas condições científicas, profissionais e éticas, possa ser cumprida e para que tais valores possam ser efetivamente demonstrados pela atual diretoria da SBOT/CET. 

Solicitamos a transparência de notas, perguntas e respostas contendo publicamente as referências e sua indicação no texto, página e livro listado no edital. Assim como, a correção e justificativa em um curto período e sem morosidade, como vem ocorrendo.

A SBOT/CET não cumpre com o seu dever de promover, através de supervisão e planejamento, uniformização de programas para ensino e treinamento da especialidade na Residência. Tentando controlar a oferta de mercado através de uma prova escrita incoerente e incompatível com o que o Ortopedista generalista deve saber, bem como claras evidências de manipulação do edital, prejudicando de forma individual e coletiva, mais de 490 dos 915 Médicos Ortopedistas que passaram pelo exame apenas neste ano (53% dos candidatos). Prejudica também serviços renomados de residências de Ortopedia e Traumatologia, serviços de pós-graduação (R4) e a população de uma forma geral, ao privá-la do acesso a um especialista que claramente se encontra em evidente escassez em áreas mais recônditas de nosso país.

Atenhamo-nos ao ocorrido em 2019: 

1- Lista de aprovados foi divulgada pelo Whatsap,  e só dias depois foi colocado na pagina oficial da SBOT como manda o edital, o que levou a centenas de residentes sofrerem retaliações em seus serviços, antes mesmo do candidato saber se fora ou não aprovado.

2- Com a divulgação antecipada e informal, os serviços públicos destituíram os residentes que já havia iniciado o seu R4 por não ter um título de uma sociedade privada (SBOT), e chamaram outros residentes. Muitos, ainda, ficaram sem residentes. 

3- Inicialmente, a SBOT obstruiu o direito dos candidatos a ter acesso aos seus cadernos de prova e notas discriminadas, dificultando a elaboração de recurso. Infringindo direito explicito em Edital.

4- Depois de um longo entrevero, foram liberados caderno de respostas e notas para o candidato, com um prazo de 72 horas, confeccionar os recursos. Devendo ser entregue em mãos pelo próprio candidato e oficializado em cartório. Tal situação privou a candidatos que moram longe de São Paulo a participar da acareação de suas questões, levou a gastos monetários com hotéis, transporte e cartórios para aqueles que já haviam gastado muito dinheiro com a inscrição, hotel e transporte na 48º TEOT- 2019.

5- Foram encontradas 22 questões da prova escrita com erros nestas 72h, com referência e base no edital. Porém a organização demonstrou morosidade e obscuridade para fornecer o resultado até a presente data. Descumpriu a data fornecida pela própria SBOT por email que seria dia 18/04/2019. 

6- O Mais grave - burlaram a regra contida no edital: integrantes da organização permitiram que alguns candidatos pudessem assinalar mais de uma resposta no caderno de resposta e na mesma prova outros integrantes falaram que não era permitido assinalar e discriminar nem mesmo ter uma segunda folha de resposta para que pudesse corrigir o erro mesmo tendo folhas de respostas extras na sala. Segundo a organização não divulgaram esta informação porque não tinha uma segunda folha de resposta para todos. Questionado o responsável no final da prova escrita, na presença de testemunhas, o mesmo respondeu “ EU SOU O RESPONSÁVEL PELA PROVA E FAÇO O QUE EU QUERO”.

7- A SBOT, perante as autoridades constituídas, alega-se instituição particular. Entretanto, suas ações indiscutivelmente repercutem na esfera pública e, também, num contexto social mais amplo, e induzindo, também, a população a pensar que somente Ortopedistas por ela reconhecidos apresentam atendimento minimamente satisfatório. Isso é uma verdade insofismável, posto que a aprovação ou não neste exame pode abrir ou fechar portas até mesmo de instituições públicas de ensino e pesquisa.

 

Para mais informações stamos no Instagram: grupoteot2019