Queremos assembleia geral para decidir sobre greve sanitária contra o retorno às aulas!

Queremos assembleia geral para decidir sobre greve sanitária contra o retorno às aulas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
MUDA SINTEPS criou este abaixo-assinado para pressionar sinteps@uol.com.br

Diante da decisão do Centro Paula Souza de retorno às aulas presenciais sem condições de estrutura de nossas unidades e levando em consideração que o Sinteps - Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza até o momento não organizou a categoria por meio de assembleias para realizar a greve geral sanitária em defesa da vida de toda a comunidade escolar, os abaixo-assinados vêm requerer que se organize a assembleia geral online para a aprovação da greve geral sanitária e também instalação do comando de greve estadual da categoria. 

As medidas tomadas pela atual direção não eleita do Sinteps está favorecendo a patronal, pois individualiza a questão do retorno e coloca a decisão para cada unidade e depois pede uma carta individual para os trabalhadores. É preciso perceber que não está acontecendo nas unidades consulta aos professores e funcionários administrativos sobre o retorno conforme informou o sindicato. Entendemos que o papel do sindicato é organizar coletivamente e não ajudar a dividir ainda mais a categoria. Inclusive não há nenhum documento (memorando, circular, etc) publicado por parte da superintendência que garanta as orientações do sindicato, dessa forma a categoria não tem como pressionar os diretores.   

Não queremos aumentar a contaminação da covid-19 e muito menos colocar a comunidade escolar e a população em risco. Infelizmente onde teve retorno o que vimos foi aumento de contaminação, é o caso das escolas particulares em Campinas e também de Manaus. O retorno presencial, de acordo com os documentos do Ceeteps, deveria acontecer apenas na fase verde, no entanto estão solicitando o retorno na fase laranja e vermelha. 

Relembramos ainda que, mesmo que as escolas e faculdades consigam se adequar aos protocolos previstos, não há como garantirem de forma segura que a comunidade escolar (alunos, professores e funcionários) esteja segura quanto aos riscos de contaminação pelo coronavirus. Afinal, todos estarão diariamente circulando pelas ruas, pelo transporte público, onde sabemos que as condições sanitárias, mesmo como uso da máscara são extremamente frágeis.


Expor a comunidade a tais riscos, sem vacinação,num momento tão crítico da pandemia, representa uma atitude tão negacionista, quanto ignorar a pandemia. Queremos retornar apenas após a vacinação da comunidade escolar. Sinteps deve fazer a assembleia geral online para a categoria decidir e se organizar!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!