SINDSESP VIVE GOLPE PRATICADO POR DIRETORES

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Nós Sociólogos e Sociólogas, abaixo assinados, repudiamos todo o processo que culminou com a posse da nova diretoria do Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo – SINDSESP triênio 2018 - 2021 ocorrida em 29 de janeiro de 2018, durante uma assembleia da categoria.

Uma concepção sindical excludente e exclusivista se apossou do SINDSESP. Uma direção que não se primou pelo diálogo e composição das forças políticas. Estavam presentes, no dia da eleição, somente vinte e três sociólogo(a)s para uma eleição manipulada e arranjada.

Não houve uma preocupação com a ampla transparência e divulgação de todo o processo eleitoral. Os principais meios de comunicação para o sociólogos e sociólogas paulistas, não foram utilizados para a divulgação do processo eleitoral, como a Associação Virtual dos Sociólogos, grupos de sociólogos e de Ciências Sociais espalhados pelo Facebook. Nem mesmo na Fan Page do nosso Sindicato havia comunicado sobre o processo eleitoral. O grupo de WhatsApp da diretoria anterior com 24 membros jamais foi comunicado. Da mesma forma o e-mail sindsesp@googlegroups.com criado exclusivamente com os 24 endereços eletrônicos da diretoria eleita e empossada democraticamente em fevereiro de 2015.

Vivemos tempo de golpe em nosso brasil. Desta feita praticado por “juízes” apoiados por uma mídia que tem em seu DNA o golpismo em nosso país. É inadmissível que colegas que se apresentam como sociólogos possa tomar uma atitude dessa, golpista, publicando edital em jornal que nenhum colega lê no Estado e deixando propositalmente de avisar nos canais de comunicação da própria diretoria. Fizeram tudo na surdina, na calada da noite como se diz popularmente.

Modificamos os estatutos da nossa entidade – fundada em outubro de 1982 – para que as eleições fossem em assembleias gerais, massivas, amplamente convocadas. Mas, mais do que isso, estabelecemos que a direção da entidade deveria ser proporcional aos votos obtidos na assembleia eleitoral. Mas, esse grupo que tomou de assalto nossa entidade representativa optou em formar uma direção com apenas uma só corrente política e de pensamento, vinculadas à CUT e ao PT. E tudo isso feito em momento que – mais do que nunca – precisamos estar unidos para prestar solidariedade ao Lula, maior líder popular de nossa história que está na iminência de ser preso.

Não aceitaremos jamais essa afronta a democracia!
Defendemos nova eleições democráticas!

São Paulo, 02 de abril de 2018.



Hoje: RICARDO está contando com você!

RICARDO DE ABREU precisa do seu apoio na petição «Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo - SINDSESP: SINDSESP VIVE GOLPE PRATICADO POR DIRETORES». Junte-se agora a RICARDO e mais 6 apoiadores.