Eduque e fiscalize o trânsito para evitar mortes na Grande Vitória

Eduque e fiscalize o trânsito para evitar mortes na Grande Vitória

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Bernardo Batista criou este abaixo-assinado para pressionar Ana Elisa Nahas Amorim Pimentel (Setran) e

As pessoas que pedalam na Grande Vitória estão correndo perigo sempre que saem com suas bicicletas.
Em menos de dez dias, duas pessoas de bicicleta morreram atropeladas por motoristas que desrespeitaram as leis de trânsito. As circunstâncias que levaram às mortes de Ricardo Duque e Maria de Fátima Soares são resultado da inação do poder público em fazer valer o Código de Trânsito Brasileiro. Só nos primeiros seis meses do ano, foram mais de 600 acidentes e 10 mortes.
A ampliação da malha cicloviária é necessária e bem-vinda, porém é urgente e igualmente importante a educação para o trânsito e a fiscalização. Só com educação as pessoas vão saber que lugar de bicicleta é na rua, e só com fiscalização as infrações serão coibidas!
Nós, que pedalamos entre casa, trabalho e escola, ou que pedalamos por esporte, contribuímos para desafogar o congestionamento de automóveis e reduzir sua fumaça na cidade. Temos o direito de ocupar a rua garantido pelo Código de Trânsito Brasileiro!

Vitória, 22 de julho de 2020

Com muita tristeza e revolta recebemos a notícia da morte do cinegrafista Ricardo Duque, na madrugada de ontem (21/7/2020). Nós, que pedalamos por prazer ou necessidade, prestamos nossa solidariedade à viúva Elisângela Siqueira. Nossos sentimentos.

Diferentemente do que foi publicado na imprensa, não foi uma "fatalidade" que interrompeu a vida de Ricardo. Essa palavra, que carrega um sentido de inevitabilidade, não pode caracterizar a conduta imprudente e perigosa de alguém conduzindo um carro.

O motorista do carro prata, cuja identidade segue preservada, bebeu antes de pegar o volante.
Dirigiu em alta velocidade.
Ignorou o sinal amarelo.
Passou por cima do vermelho.
Tirou a vida de um homem que, às 5 e 40 da manhã, chegava para trabalhar em uma igreja evangélica.

Pesa nessa tragédia o fato de que, respeitando pelo menos algumas regras básicas do nosso Código de Trânsito, ela teria sido evitada. Não sabemos nada sobre a pessoa que atropelou Ricardo, mas temos certeza de que a má educação no trânsito é uma deficiência COLETIVA.

As pessoas, em Vitória como em tantas outras cidades, parecem não saber que lugar de bicicleta é na rua. O próprio poder público, a exemplo do que também ocorre em outras cidades, faz "ciclovias" sobre calçadas.

O esforço para a construção de ciclovias e ciclofaixas é bem-vindo. Mas é urgente e imprescindível EDUCAR e FISCALIZAR. O motorista que fura o sinal vermelho na madrugada é o mesmo que não espera o pedestre passar. O que bebe antes de dirigir é o mesmo que não dá distância segura do ciclista na ultrapassagem.

Todas as pessoas precisam saber que:

  • A via pública é de todos. (Lei 9.503/1997, Art. 1º, §1º)
  • Lugar de bicicleta é na rua. (Lei 9.503/1997, Art. 58)
  • O automóvel NÃO TEM PRIORIDADE na rua. (Lei 9.503/1997, Art. 29, §2º)
  • O automóvel NÃO TEM PRIORIDADE na mobilidade urbana. (Lei 12.587/2012, Art. 6º, inciso II)

Queremos que o poder público faça valer em nossas ruas o que manda a lei de trânsito brasileira: prioridade máxima para pedestres, em segundo lugar os não motorizados, por último os automotores. As leis orçamentárias para 2021 serão votadas em breve. Queremos:

  1. Uma campanha educativa AMPLA e de LONGO PRAZO, voltada para motoristas e ciclistas, que promova o respeito mútuo e a observância das regras de circulação em via pública, para toda a região metropolitana de Vitória.
  2. FISCALIZAÇÃO ativa, a fim de preservar vidas, estabelecer hábitos seguros e auxiliar o aprendizado promovido pela campanha educativa, em toda a região metropolitana de Vitória.

Textos consultados

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!