Suspensão imediata do pagamento da dívida pública!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


   Em meio às últimas notícias de que o COVID 19 já se alastra em todos os Estados brasileiros e que o número de novos casos aumenta dia após dia, o governo brasileiro sugere o corte de 50% dos salários de funcionários da iniciativa privada como forma de “assegurar” empregos, enquanto que em países europeus, como a França, propõe-se custear parte do salário dos trabalhadores da iniciativa privada! No setor público, alguns deputados federais cogitam reduzir ainda mais a renda do servidor como uma “solução” para destinar receitas ao combate à pandemia.

  O governo federal e esses deputados deveriam envergonhar-se de propor redução salarial a qualquer trabalhador, bem como ao servidor público,este há anos sem reajuste e com uma alíquota previdenciária recentemente elevada. Basta de MAIS UMA redução salarial! Não é tirando de nenhum trabalhador, que vive de seu salário pífio, que a economia irá estabilizar-se!Por isso, propomos a imediata suspensão temporária da maior despesa orçamentária do governo brasileiro: o pagamento da dívida externa do Brasil!

   A Lei Orçamentária Anual (LOA ) prevê, em 2020, R$ 952 BILHÕES para o refinanciamento da dívida pública e mais R$ 605 bilhões para o serviço da dívida (que engloba o pagamento de juros). Somados, tais gastos chegam a R$ 1,6 TRILHÕES, cerca de 45% do orçamento total (soma dos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social) só para o sistema financeiro! Está na hora dos bancos, que lucram bilhões todos os anos, darem a sua contribuição para a sociedade!45% de tudo o que é arrecadado com tributos vai para o pagamento de juros, rolagem de dívida interna e externa com bancos e organismos financeiros internacionais.

   Nesse momento único e sensível da história mundial, nada mais justo que o Governo Brasileiro proponha e as instituições financeiras aceitem, enquanto durar a quarentena, a suspensão do pagamento da referida dívida, incluindo a cobrança de juros nesse período, dando assim sua contribuição para a sociedade brasileira, que tanto precisa de apoio e de recursos para, mais rapidamente, superar essa crise de proporção mundial.

   Está na hora de apoiarem uma PEC para redefinir a prioridade do orçamento: Chega de pagar juros a Instituições Financeiras, está na hora de proteger o trabalhador, garantindo-lhes uma sobrevivência DIGNA,  e salvar vidas!

   Pela imediata suspensão do pagamento da dívida pública, pela dignidade de todos os trabalhadores, assinem e compartilhem esta petição!