Que o supremo condene mais e solte menos e que acabe com a legenda e mordaça partidária.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Nenhum cidadão vota em um partido, mas todos votam em um candidato por simpatia a sua proposta de trabalho, e não pela simpatia ou proposta de um partido, portanto devemos acabar com a legenda partidária e que ganhe as eleições os candidato que forem mais votados. Que o parlamentar defenda os interesse da sociedade e não do partido, que ele seja livre para apoiar o projeto e o governo que ele quiser votar no que ele quiser sem sofrer penalidade por parte do partido. Precisamos acabar com a fidelidade partidária, vamos remover as mordaças dos parlamentares que têm boas intenção , mas não podem agir porque fere os interesses dos partidos e por isso pode ser punidos e expulsos do partidos. Vamos mudar os estatutos desses partidos, pois vivemos no estado democrático onde o parlamentar deve defender os interesses dos eleitores e da sociedade como um todo e não de partidos políticos..

Precisamos de um supremo que prenda mais do que solte. Que julguem os políticos com o mesmo rigor que um cidadão comum, pois nos escândalos de corrupção só quem pega pena grande e cumpre são pessoas que não estão exercendo cargos público ou não são político , como Marcos Valério e Marcelo Odebrecht. 

Que o supremo seja mais rápido e que um ministro do supremo, seja ministro só do supremos não fazendo parte de outra estância com STJ, e STE. Pois eles precisam se dedicar em uma função apenas para terem rapidez nos processos.

 



Hoje: António dione está contando com você!

António dione evangelista dos santos precisa do seu apoio na petição «Senado federal: Que o supremo condene em vez soltar e que acabe com a legenda e mordaça partidária.». Junte-se agora a António dione e mais 42 apoiadores.