Pela Continuidade do curso " O ser palhaço" idealizado pelo Arteeducador Kin Yokoyama

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


ILMO. Senhor Secretário de Cultura e membros da equipe de Gestão Municipal da
cidade de Guarulhos .                                          
Nós, abaixo assinados, na condição de cidadãos Guarulhenses, vimos por meio deste, solicitar a continuidade das ações desenvolvidas no curso “o ser palhaço” sob supervisão de Kin Yokoyama, e para tanto defendemos a  contratação do referido profissional, de modo que este possa elaborar, desenvolver e aplicar propostas de modo permanente em nosso munícipio, possibilitando a ampliação das vagas (verificadamente insuficientes para suprir a demanda registrada no Projeto Cultura Ativa) e viabilizando também a continuidade dos processos já iniciados pela criação de novos módulos para o curso com vistas a aprofundar os conhecimentos técnicos dos participantes e ainda favorecendo um atendimento de maior abrangência de modo a possibilitar o atendimento de outros públicos (módulos para jovens por exemplo ) e/ou atendimento em outros espaços (como por exemplo no teatro padre Bento e nos CEUS da cidade).
Nossa reivindicação quanto a contratação de Kin Yokoyama, encontra reflexo e amparo no capítulo II da Lei Orgânica de nosso munícipio, no qual estão registrados os direitos do cidadão guarulhense, especialmente no que tange o artigo 5º da referida lei, onde consta que “É assegurado a todo habitante do Município, nos termos das Constituições Federal e Estadual e desta Lei Orgânica, o direito à educação, à saúde, ao trabalho, ao lazer, à segurança, à previdência social, à proteção à maternidade e à infância, à assistência aos desamparados, ao transporte, à habitação e ao ambiente equilibrado”.
Nesse sentido, ressaltamos que o conhecimento técnico do profissional responsável, bem como a metodologia e as abordagens utilizadas por
ele no curso, apresentam-se como ferramentas eficazes tanto no aspecto pessoal de desenvolvimento dos cidadãos que participam dessa ação formativa quanto para a sociedade guarulhense, que se beneficiará pelo resultado advindo dela, tal qual já tem acontecido.
Assim, no sentido individual destacamos o caráter transformador e único que as dinâmicas propostas no curso “o ser palhaço” exercem sobre os participantes, que indicam que a participação no curso, além de repertório artístico, confere-lhes benefícios para a saúde e bem estar (conforme expressam os relatos
individuais registrados pelos participantes e aqui anexados).
Já no sentido social e coletivo, cabe relembrar que o curso tem por objetivo a formação de artistas circenses, que se dispõem a atuar nos espaços de
difusão cultural do próprio município, a exemplo das apresentações que ocorreram
nos dias 31 de maio e 01 de junho deste ano, respectivamente nos teatros Adamastor
e Nelson Rodrigues, oportunizando atividade de cultura e lazer gratuitamente a um
público de mais de 700 pessoas, que satisfeitas com os espetáculos que apreciaram, assinam conosco o abaixo-assinado que acompanha esse documento, atestando tudo o que foi descrito acima no que diz respeito ao direito a cultura e lazer de qualidade, o que por sua vez comprova que todo o movimento gerado a partir do
curso contribui deveras para a ampliação do acesso da população a tais bens culturais de nossa cidade, justificando mais uma vez a contratação de Kin Yokoyama, que ora solicitamos, ou diante das possibilidades a renovação do contrato já existente que está por findar.

Por todas as razões acima dispostas, pedimos deferimento.


                               Guarulhos, Junho de 2019.