Vitória

Exame para diagnóstico de paralisia cerebral e tratamentos adequados para correção

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 678 apoiadores!


Meu filho Arthur tem 6 anos e sofreu uma pequena paralisia cerebral quando nasceu, comprometendo toda a parte motora do lado direito. Ele nasceu prematuro, com 7 meses e 980 gramas, e ficou 40 dias na incubadora, com acompanhamento médico. Só vim a descobrir essa paralisia quando o mesmo entrou no ano cursivo, pois até então o pediatra dizia que o probleminha dele era um encurtamento do tendão, mas que deveria esperar o mesmo completar 5 anos para saber os procedimentos a serem tomados. Na verdade, a neurologista o diagnosticou a princípio com uma pequena paralisia cerebral, onde o mesmo terá que passar por uma ressonância magnética de encéfalo e fazer tratamentos de fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia. A paralisia afetou a sua perna direita e toda a parte motora direita (retardo motor), comprometendo o seu desenvolvimento escolar. 

Ele precisa passar pelo exame de ressonância e pelos tratamentos já citados para corrigir esse problema, para não ter que recorrer a uma cirurgia e ter um diagnóstico mais preciso da extensão da paralisia. Essa deficiência na perna poderá levá-lo a ter problemas na coluna.

Graças a Deus não passamos por necessidades, mas não tenho condições de pagar todo esse tratamento, incluindo o exame que se torna mais caro, pois o mesmo deverá ser sedado. 

Fiz o cadastro dele desde fevereiro/2017 na Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, mas até hoje ele aguarda por liberação de vagas, onde corremos contra o tempo para amenizar esse problema, que inclusive causa dores em seu pé direito. Peço a colaboração de todos nesta minha causa e luta para dar ao meu filho o direito a ter um tratamento adequado nesta fase em que fica mais fácil a sua recuperação. Assine e nos ajude, por favor!



Hoje: Márcia está contando com você!

Márcia Almeida precisa do seu apoio na petição «Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro: Exame para diagnóstico de paralisia cerebral». Junte-se agora a Márcia e mais 677 apoiadores.