MAIS BRIGADIANOS PARA PORTO ALEGRE, URGENTE!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


• POPULAÇÃO PORTO ALEGRE: 1.479.101 habitantes de uma população TOTAL DO RS 11.329.605;
• PORTO ALEGRE CONCENTRA 13,05% DA POPULAÇÃO RS;
• NRO. TOTAL DE OCORRÊNCIAS DOS 20 MAIORES MUNICÍPIOS: janeiro a maio/2019 – 116.449;
• PORTO ALEGRE COM 47.333 CORRESPONDE A 40,647% DAS OCORRÊNCIAS;
• NRO. OCORRÊNCIAS TOTAL DO RS: janeiro a maio/2019 – 182.568;
• PORTO ALEGRE COM 47.333 CORRESPONDE A 25,926 % DAS OCORRÊNCIAS DE TODO ESTADO.

A Comunidade de Porto Alegre manifesta grande preocupação, frente ao aumento expressivo da violência e insegurança e o Ranking a nível Mundial e Nacional que ocupa a nossa capital, conforme abaixo:

- Correio do Povo (out/2017) Porto Alegre é a terceira capital com maior taxa de assassinatos por 100 mil habitantes;
- Correio do Povo (junho/2018) Porto Alegre é a sétima capital mais violenta do País, aponta Atlas da Violência;
- Fonte NEWS – BBC classifica (2018), quais são as 50 cidades mais violentas do mundo (e 17 estão no Brasil),  Porto Alegre (RS) listada entre elas.

Hoje existe uma grande preocupação comunitária, que resolveu colocar a mão na massa, fato esse nunca visto com tanta intensidade, buscando dotar os órgãos de polícia, com prédios restaurados, alojamentos, viaturas, coletes, armas, além disso estes órgãos trabalham com integração, inteligência e tecnologia, mas não ter o elemento humano para operar toda essa estrutura não tem sentido, principalmente porque a comunidade está fazendo a sua parte procurando amenizar parte dos elementos complicadores existentes e buscando ainda se integrar e apoiar os órgãos de segurança pública.
Atualmente já estamos passando por grandes dificuldades, com postos esvaziados, viaturas paradas e um baixo efetivo atendendo a comunidade na Capital, onde identifica-se a maior violência de todo o Estado do RS.
Porto Alegre é um grande eixo de violência onde organizações criminosas se estabelecem e são responsáveis por grande parte dos crimes cometidos também no interior. Essas organizações crescem a cada ano e somente com mais efetivo onde o crime se concentra juntamente com as iniciativas já existentes de buscar mais integração, inteligência e tecnologia, poderemos melhorar a segurança pública na capital e em todo o estado.

A Comunidade de Porto Alegre tem conhecimento que nos próximos meses serão apresentados novos soldados da Brigada Militar, vindos do último concurso, sendo assim, pelos dados apresentados acima, seria necessário ao menos 50% dos novos formandos para amenizar o déficit de efetivo existente.

Esse abaixo-assinado tem viés de solicitação e apoio para o Poder Executivo no sentido de possibilitar que seja feita uma análise mais técnica sobre a necessidade do aumento do efetivo da Brigada Militar na capital e a tomada de decisão seja de forma mais adequada a realidade de Porto Alegre.