Pela Manutenção dos Professores REDA de Salvador

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Historicamente, a Educação, infelizmente, não é uma prioridade para a maioria dos representantes do povo, sejam eles parlamentares ou governantes. Contudo, em especial no momento atual, é sabido de todos o cenário difícil e preocupante vivido pela Educação brasileira. Professores desvalorizados, desrespeitados e atacados como nunca, cortes nos recursos para a área, desinteresse pelo estudo e desconhecimento ou distorção do papel da Educação por parte de estudantes e pais, e até suspensão ou parcelamento dos salários dos profissionais. Tudo isso diante de uma crise onde quem tem emprego já vive muitos apertos, que dirá quem sequer possui uma colocação no mercado.

Porém, contrariando o que se espera de representantes eleitos para promover e aperfeiçoar a Educação, a Secretaria Municipal de Educação de Salvador - cuja prefeitura se orgulha de ter uma receita financeira satisfatória -, em pleno mês de dezembro, resolveu promover demissão em massa de todos os professores REDA da Rede Municipal, incluindo muitos com contrato ainda por vencer. Pessoas com suas dificuldades pessoais, famiiares e sócio-econômicas recebem esse "presente" de Natal: a perda da sua fonte de renda. E como consequência dessa impactante ação, além do impacto financeiro na vida desses profissionais, milhares de alunos e escolas serão prejudicados, vendo seu processo educacional ser interrompido ou ao menos duramente atingido devido à defasagem súbita de professores. Isso não é justo com alunos e famílias  cuja - única possibilidade de acesso à formação é a rede pública de ensino -, nem com esses profissionais, que ao longo de anos estabeleceram vínculos positivos e engrandecedores com seus alunos, e realizaram um trabalho dedicado e e produtivo em prol da formação de futuros cidadãos. Como se sentem esses educadores vendo todo esse trabalho ser interrompido? Como será o Natal desses profissionais? Quão triste e angustiante será o início de um novo ano enfrentando o desemprego? Como, de repente, dizer a milhares de alunos que seus professores não mais estarão lá no ano de 2020? Muitos deles, inclusive, perdem o estímulo para os estudos pelo simples fato de terem seu professor substituído. 

Contamos com o seu apoio para conseguirmos que a Prefeitura de Salvador reverta essa decisão e aja de forma justa, ponderada e humana com os educadores em regime de REDA e com a comunidade escolar em geral. Pessoas não são objetos. Merecem respeito e olhar sensível e grato por parte de quem tem como razão de ser servir ao povo.