Estéticista e Cosmétologo pedido de inclusão nos serviços essenciais de saúde

Estéticista e Cosmétologo pedido de inclusão nos serviços essenciais de saúde

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Adriana Ramos Emerenciano criou este abaixo-assinado para pressionar Secretário da Saúde DR. Carmino Antonio de Souza e

    Neste momento de pandemia, profissionais com graduação de Tecnólogo em Cosmetologia e Estética estão proibidos de trabalhar por estarem erroneamente associados a categoria de embelezamento como cabeleireiro, manicure, designers de sobrancelhas, etc...

   Ocorre que esta formação é voltada para a área da saúde estética, uma vez que é cumprida toda exigência de carga horaria relacionada a qualquer curso profissionalizante da saúde de nível superior. Inclusive, o curso em questão possui 30 horas a mais na matéria Biossegurança do que o curso de enfermagem por exemplo, na mesma universidade

   Os profissionais de estética realizam diversos protocolos de tratamento, tratam de pacientes de pré e pós operatório, necessidade de drenagem linfática em gestantes por indicação médica, pessoas com linfedema decorrente de câncer, problemas de retorno venoso, reducao de acne ativa e consequente recuperação da auto estima, além de alivio e prevenção de dores em disminorréia primaria e secundária.

   Os profissionais em questão também realizam protocolos de terapias alternativas visando promover o bem estar através do uso de aromaterapia, cromoterapia e técnicas de Spa, evitando e reduzindo quadros de depressão.

   E por fim são plenamente capacitados a trabalhar com equipamentos médicos como carboxiterapia, Ledterapia, Laser de baixa intensidade além de aptos a reconhecer patologias e realizar a indicação de médicos para o devido tratamento quando necessário.

Diante de tudo que foi explanado anteriormente, é necessário que os graduados em Cosmetologia e Estética sejam devidamente reconhecidos como profissionais da saúde, desta forma incluídos no ramo dos serviços essenciais e consequentemente desvinculados do embelezamento, uma vez que esta profissão é reconhecida de forma autônoma através da lei:

Nº 13.643, DE 3 DE ABRIL DE 2018. 
Regulamenta as profissões de Esteticista, que compreende o Esteticista e Cosmetólogo, e de Técnico em Estética.

Estética não é só beleza, é acima de tudo... Saúde!!!

 

 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!