BUSTO PARA JOÃO EUPHRÁSIO FIOROTTO

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Essa homenagem ao senhor João Euphrásio Fiorotto, nada mais é do que reparar  parte da história da industria calçadista de Birigui.  No auge, a Popi, dirigida pelo senhor João, gerou 2.200 empregos diretos, além de propiciar a formação de inúmeros empreendedores, que ao deixarem a empresa, implantaram suas próprias indústrias de calçados.                                       

Foi um empresário de visão no futuro - investia maciçamente na parte social dos seus trabalhadores, pagando o melhor salário do setor, além de incentivos por produção e interesse em mudanças apresentadas pelos colaboradores. 

Precursor da qualidade total, antes deste termo ser do conhecimento das empresas nacionais - buscava fabricar o melhor calçado infanto-juvenil do país, e investia muito em tecnologia e na busca de profissionais de ponta de outras regiões produtoras do Brasil.                                                                                         

Por questões financeiras geradas por sucessivos planos do governo a empresa sucumbiu e, por essa razão, o senhor João Euphrásio Fiorotto afastou-se do segmento e hoje ninguém mais se lembra do que ele deixou de legado para a comunidade biriguiense.

Faz-se, portanto, urgência que o SINBI repare essa injustiça de ter apenas o nome do senhor Antonio Ramos de Assumpção em sua sede social, pois João Euprhário Fiorotto iniciou o processo de fabricação conjuntamente com ele e sequer mereceu quaisquer distinções especiais por parte do setor.



Hoje: nalberto está contando com você!

nalberto vedovotto precisa do seu apoio na petição «Samir Nakad: BUSTO PARA JOÃO EUPHRÁSIO FIOROTTO». Junte-se agora a nalberto e mais 88 apoiadores.