Queremos uma lei que permita o resgate do FGTS para custos de doenças sem burocracia

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Atualmente, a lei permite que o trabalhador saque o valor de seu FGTS em caso de doença própria ou de seus dependentes, porém, apenas para pessoas com câncer, AIDS, ou em estado terminal, declarado por um(a) médico(a). Porém, quando o ser humano está em ESTÁGIO TERMINAL? Esse termo pode ser usado para todas as doenças? Quando o indivíduo morre é cobrado dos parentes mais próximos as dívidas e a responsabilidade de cuidar, da viúva, do viúvo, dos parentes mais necessitados. Não é assim?

Em outras palavras, o trabalhador só pode sacar o FGTS em casos extremos delimitados pela lei, não tendo a possibilidade de usar o valor para tratamentos diversos, cirurgias, exames, consultas ou mesmo para pagar as suas dívidas o que ajudaria "a aquecer o mercado" como dizem os que pensam no dinheiro e não no ser HUMANO. Afinal, não minha mãe, não é o meu pai, NÃO É PROBLEMA MEU.

O EMPRESÁRIO NÃO QUER 500 Reais, isso não cobre os custos da construção dele. 

E quanto Custa a Construção de uma Família? QUINHENTOS REAIS?

Vale lembrar que o nosso FGTS pode ser usado por empresários, na construção de imóveis que depois será vendido para a mesma população (lembro que o seu dinheiro do FGTS foi, digamos, cedido para essa construção) que o ajudou a construir. Porém, terá que financiar esse mesmo imóvel, por exemplo, onde o trabalhador, aí sim,  poderá sacar o dinheiro do FGTS, o mesmo que ele emprestou para os empresários.

Pensando nisso, crio este abaixo-assinado para que tenhamos o direito de sacar o valor para tratamento médico, sem necessariamente estar em estado terminal, possuir Câncer, Parkinson, AUSAIMER, AIDS ou mesmo para pagar suas dividas ou de seus Dependentes.

Existem casos onde o trabalhador consegue a liberação do FGTS para si ou para dependentes, porém, necessita de um advogado e entra em um longo processo burocrático para provar a necessidade da assistência e o motivo (doença) que o leva a sacar. Essa burocracia pode colocar em risco a vida de pessoas que dependem do valor para se salvarem.

Obs: ESPERO QUE A CERTIDÃO DE ÓBITO, VER EM ANEXO A DO MEU PAI, UM DIA, Não seja a sua  ou a de alguém, da sua família!

Precisamos desse direito, o FGTS é do trabalhador e saúde é prioridade!