Queremos todas as crianças e jovens de Macacos-MG estudando na Nova Escola!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Estudar perto de casa é o melhor para as crianças e para as suas famílias. Isto é tão verdadeiro que este direito é resguardado no artigo 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente:

“A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes:

I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

II - direito de ser respeitado por seus educadores;

III - direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores;

IV - direito de organização e participação em entidades estudantis;

V - acesso à escola pública e gratuita, próxima de sua residência, garantindo-se vagas no mesmo estabelecimento a irmãos que frequentem a mesma etapa ou ciclo de ensino da educação básica. (Redação dada pela Lei nº 13.845, de 2019)”

E, a partir de 2020, todas as crianças e adolescentes de Macacos poderão usufruir deste benefício: uma escola nova com uma excelente infraestrutura será construída pela empresa Vale S/A no bairro Capela Velha. Esta escola é fruto da luta das mães do vilarejo diante da insegurança do local da antiga escola que está bem próxima da mancha da barragem Capão da Serra. Como um estudo técnico independente ainda não verificou o nível real de risco das 7 barragens que circundam Macacos, as mães exigiram que as crianças estudem em um local longe da mancha de qualquer barragem e com uma rota de fuga segura. Super legítimo, né? E o local da nova escola atende a estes requisitos e, de acordo com o MPMG e a Vale S/A, ficará pronta em Janeiro de 2020!

Para que o vilarejo possa aproveitar todas as vantagens da nova sede da Escola Municipal Rubem Costa Lima, é vital que os estudantes do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio moradores de Macacos possam ter aulas no local. Atualmente, somente os alunos da Creche e do Fundamental I utilizam o espaço.

Mas, por que os alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio devem ter aulas na nova escola?

ESPAÇO

Primeiramente, porque a escola terá muito espaço! De acordo com divulgação da Vale S/A, o local terá 12 salas de aulas com capacidade para atender até 320 alunos por turno, biblioteca, estacionamento para professores, salas multiuso, refeitório, enfermaria e quadra poliesportiva coberta. Se somarmos todos os turnos (manhã + tarde + noite), o local poderá atender até 960 alunos por dia! Atualmente, de acordo com dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Educação de Nova Lima, o número total de alunos de Macacos matriculados em escolas públicas não ultrapassa 320 estudantes, sendo aproximadamente: 200 alunos da creche ao Ensino Fundamental I (atendidos na Escola Municipal Rubem Costa Lima e na Escola Municipal Benvinda Pinto Rocha) e cerca de 120 alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio (atendidos em 6 escolas estaduais do município de Nova Lima).

DISTÂNCIA

Em segundo lugar, porque os estudantes do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio de Macacos chegam a enfrentar 40 km de estrada diariamente para ir e voltar das escolas. Esta quilometragem influencia na rotina das crianças de modo geral, pois elas saem muito cedo de casa e voltam bem mais tarde, gastando cerca de 1 hora por dia no trajetos de ida e volta da escola. Isto quando não acontecem acidentes ou obras, pois as vias que dão acesso às escolas estaduais do município são estreitas, sinuosas e não possuem acostamento. A distância também impacta a interação entre família e escola a qual é fundamental para uma educação colaborativa equilibrada. Muitos pais deixam de comparecer nos eventos, reuniões e comemorações promovidos pelas instituições devido à falta de transporte, dificultando a participação na vida escolar das crianças e limitando a convivência com a equipe diretiva, pedagógica e com os professores. E esta questão se agrava ainda mais quando ocorre uma emergência, deixando os pais angustiados. Além disto, a distância também colabora para a evasão escolar, especialmente no ensino médio.

ESTREITAMENTO DE VÍNCULOS

Em terceiro lugar, porque, além da questão geográfica, existem muitos benefícios em se estudar perto de casa. Quando todos os alunos estudam na mesma escola, os laços extra-classe são fortalecidos para além da relação de vizinhos, pois os estudantes podem facilmente se encontrar para fazer trabalhos, por exemplo. Eles também terão fácil acesso às dependências da escola para utilizar a biblioteca e/ou o laboratórios fora do turno, sem gerar grandes transtornos na rotina do lar: se necessário, poderão fazer o trajeto de forma independente, à pé, sozinhos ou com outros colegas.

ECONOMIA

Ademais, esta medida trará vantagens para a economia do município pois diminuirá as despesas atuais com o transporte escolar destes alunos e desafogará algumas escolas estaduais na região que estão superlotadas. A escola estadual Maria Josefina Sales Wardi, localizada no bairro Jardim Canadá, por exemplo, teve que alugar um prédio próximo a escola para atender a demanda do 6º ano: são 9 turmas com no mínimo 35 alunos cada. Esta escola atende cerca de 30 alunos de Macacos. 

AGENDA 2030

Além de ser um direito das crianças e adolescentes previsto no ECA, estudar perto de casa é também um tema transversal que colabora para que alguns ODS (Objetivo do Desenvolvimento Sustentável) estipulados na Agenda 2030* sejam implementados, tais como: ODS 4-Educação de Qualidade, ODS 5-Igualdade de Gênero e ODS 11-Cidades e Comunidade Sustentáveis. 

POLUIÇÃO

Estudar perto de casa ajuda até a diminuir a poluição do ar! Uma vez que o trajeto das crianças será bem menor para ir e voltar da escola, menos monóxido de carbono será emitido. Para se ter uma ideia, cada ônibus escolar que faz um trajeto diário de 40 km (levar e buscar as crianças na escola) emite quase uma tonelada de carbono por ano**. E para compensar esta quantidade de carbono, cerca de 6 árvores deveriam ser plantadas anualmente. E diminuir a poluição do ar também é outro tema transversal que contribui para o cumprimento dos ODSs 3- Saúde e Bem-Estar, 7- Energia Acessível e Limpa, 11-Cidades e Comunidades Sustentáveis e 13-Ação Contra a Mudança Global do Clima. 

#MACACOSRESISTE

Além de todos os motivos mencionados, saber que as crianças e jovens de Macacos estarão estudando em uma escola com ótima infraestrutura e pertinho de casa será um oásis em meio ao deserto de adversidades enfrentados pela comunidade. Desde o dia 16 de Fevereiro de 2019, quando a sirene referente ao risco de rompimento da barragem B3/B4 soou no vilarejo, os moradores vivem a angústia e o temor da lama invisível. E, nada melhor que uma escola para fortalecer os laços de uma comunidade fragilizada e atingida por barragem. 

E, como podemos garantir que os alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio tenham aulas na Nova Escola a partir de 2020?

ESCOLA MUNICIPAL VS. ESCOLA ESTADUAL

Antes de tudo, precisamos entender que o Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e o Ensino Médio em Nova Lima são administrados pela Secretaria de Educação do Estado. Por isto as crianças do Fundamental II e do Ensino Médio estudam em escolas estaduais. Somente as crianças que frequentam a Creche e o Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) são responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação e estudam, portanto, em escolas municipais. A escola em Macacos será municipal, portanto administrada pela Secretaria Municipal de Educação de Nova Lima. Porém, isto não impede que os estudantes do Fundamental II e Médio tenham aulas no local. Veja como:

O primeiro passo é apresentar a demanda para ambas as Secretarias de Educação, tanto a do Estado quanto a do Município. A demanda será apresentada através de email e, principalmente, através de abaixo-assinado para comprovar a necessidade da comunidade e o apoio daqueles que prezam por uma educação de qualidade. Se necessário, a comunidade também poderá se reunir com os representantes das Secretarias de Educação. Depois, com base na demanda apresentada pela comunidade, a Secretaria Municipal de Educação deverá CEDER PARTE DO ESPAÇO DA NOVA ESCOLA para a administração da Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais através de um "Termo de Cessão". E pronto! 


FAÇA A SUA PARTE E ASSINE: PEQUENAS AÇÕES MUDAM O MUNDO PARA MELHOR!

Como ainda estamos trabalhando na primeira etapa e recolhendo assinaturas, é muito importante que todos os moradores de Macacos e também todos aqueles que se importam e lutam por uma educação pública de qualidade, ASSINEM este abaixo-assinado: quanto mais assinaturas melhor! Assim ficará mais fácil apresentar a demanda para a Secretaria Municipal de Educação e para a Secretaria de Educação do Estado, e comprovar a necessidade, a possibilidade e a participação de toda a comunidade neste movimento. Então, mãos à obra: assine, compartilhe e ajude a garantir que todas as crianças e jovens de Macacos estudem na nova Escola Municipal Rubem Costa Lima em 2020!


* Agenda 2030: Para entender melhor sobre a importância da Agenda 2030 e seus objetivos e metas, clique aqui: http://www.agenda2030.org.br
**Cálculo Pegada de Carbono: http://www.iniciativaverde.org.br/calculadora/