Você concorda com as aulas EAD? E as mensalidades, como ficam?

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 15.000!


A nova doença respiratória causada pelo Coronavírus chegou ao Brasil e em pouco tempo o número de casos confirmados cresceu exponencialmente.

É necessário entender a seriedade dessa doença, principalmente em pacientes com doenças crônicas e idosos. No entanto, de acordo com a OMS, embora os idosos sejam os mais atingidos, os mais jovens não são poupados.

Isso é preocupante pois temos, no Brasil, uma população que passa fome, que mora em situações precárias, ou que está vivendo nas ruas, altamente suscetível a quadros graves da doença. Até o momento, segundo informe do Ministério da Saúde, 904 casos foram confirmados e 11 mortes foram registradas no Brasil.

No entanto, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC MINAS), o lucro ainda é colocado acima da preservação da saúde, física e mental, de seus estudantes, já que as aulas presenciais são suspensas, mas o regime remoto é adotado.

. É um absurdo que se exija de nós, estudantes, que estejamos preocupados com desempenho e avaliações diante de uma grave crise social, onde as condições para o desenvolvimento das atividades acadêmicas, sobretudo as avaliativas, se tornam ainda mais difíceis.

. Não é possível garantir, de fato, que os estudantes terão acesso a computadores, muito menos que terão acesso à internet. A Puc Minas, em um contexto de quarentena e de isolamento social, sugere como alternativa, o deslocamento de estudantes àos laboratórios da universidade, desconsiderando a aglomeração de pessoas tanto no transporte público para chegar à universidade quanto nos próprios laboratórios. Com o fechamento completo da Universidade, nem essa "alternativa" existe mais e a PUC não se pronunciou a respeito.

. Além disso, é incoerente reformular o planejamento de ensino e de avaliações para plataformas online, sem exigir formação específica para a Educação à Distância, já que os professores possuem pouca ou nenhuma experiência. Isso mostra o descaso e a falta de compromisso da Puc Minas para com a qualidade do ensino ofertado.

. Vale ressaltar também que muitos cursos tem parte prática em suas disciplinas e esse formato impede que os estudantes aprendam dessa forma.

.Para além do que já foi mencionado, é importante frisar que muitos alunos da Puc Minas dependem do trabalho para conseguirem pagar suas mensalidades. Sabemos que hoje, menos de 70% da população brasileira trabalha em regime de CLT, portanto a renda será totalmente afetada durante a quarentena, já que não poderá executar suas atividades normalmente. Dessa forma, como ficarão nossas mensalidades diante da atual situação? Até o presente momento a Puc Minas e outras universidades de ensino privado não se posicionaram quanto a redução ou congelamento das mensalidades.

Portanto, nos posicionamos CONTRA a substituição obrigatória do ensino presencial pelo ensino à distância, CONTRA o pagamento de mensalidades durante a quarentena e reivindicamos o congelamento das mesmas, ou no mínimo, uma drástica redução.

Precisamos nos organizar para que nossos direitos sejam garantidos. Somente assim conseguiremos prosseguir com mais essa luta!!

#EducaçãoNãoÉMercadoria
#EudefendoOSUS

Movimento correnteza - PUC Minas 

@correnteza_puc