Prisão imediata dos policiais covardes da PM/RS que agrediram homem doente

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Apenas abuso de poder, covardia, impunidade e descaso com a população podem explicar a agressão praticada pela Polícia Militar Gaúcha contra um homem nu e visivelmente alterado, mas incapaz de oferecer qualquer risco aos policiais que atendem a ocorrência.

O que era para ser resolvido com uma abordagem simples e inteligente, transformou-se num festival de selvageria onde policiais disparam balas de borracha, tentam acertam violentamente a vítima com um cassetete e em seguida a derrubam com chutes e pontapés.

Policiais pagos pelo povo, teoricamente são treinados para solucionar situações como a registrada em vídeo que deveriam proteger o cidadão, mas se julgam justiceiros, com poder de aplicar uma pena, um castigo a uma pessoa doente que está transgredindo a lei.

Não podemos aceitar este comportamento.! Não é com violência que resolvem problemas simples assim. A atitude dos policiais foi criminosa e poderia ter trazido sérios danos à saúde da vítima. A Polícia agrediu o homem, isto é crime!

Por estas razões, os policiais envolvidos, do 1º Batalhão de Polícia Militar de Porto Alegre, e seu comandante, tentente-coronel Alexandre Brite, que defendeu a ação devem ser exemplarmente punidos!



Hoje: Edgar está contando com você!

Edgar Dias precisa do seu apoio na petição «Prisão imediata dos policiais covardes da PM/RS que agrediram homem doente». Junte-se agora a Edgar e mais 28 apoiadores.