Extinção de Áreas de Conservação Ambiental na Amazônia - 1 milhão de hectares em risco.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 35.000!


Deputados e senadores do Amazonas então estão pleiteando junto ao ministro Eliseu Padilha um projeto que irá reduzir em 1 milhão de hectares a Amazônia através da EXTINÇÃO e redução de 5 unidades de conservação no sul do Amazonas para interesses próprios.

Seguem as unidades (Fonte Estadão): A Reserva Biológica do Manicoré, que hoje tem 359.137 hectares, passaria a ter 246.469 hectares. O Parque Nacional do Acari, que atualmente alcança 896.407 hectares, seria reduzido para 655.822 hectares. A Floresta Nacional do Aripuanã, criada com 751.302 hectares, encolheria para menos da metade, ficando com apenas 321.070 hectares.

A última área de conservação reduzida seria a Floresta Nacional de Urupadi, que sairia de 538.081 hectares protegidos para 396.301 hectares. Essas áreas protegem uma parte da BR 319 que liga Porto Velho a Manaus.

O fim delas causará o esquartejamento absoluto da floresta, resultando na extinção de milhares de espécies de animais e plantas que sobrevivem em ambientes contínuos, não em ilhas de mata.

Povos que dependem da floresta para o sustento serão prejudicados. 

Isso trará sérias consequências futuras para o clima aqui no Sul e Sudeste devido à importância das correntes atmosféricas amazônicas que levam grande parte das chuvas para nosso país.

Vamos levar esta petição ao Governo Federal, com o objetivo de impedir  a aprovação desse projeto. Basta de interesses particulares de políticos e empresários gananciosos prevalecerem sobre nossa biodiversidade e nosso futuro no planeta.



Hoje: Alexandre está contando com você!

Alexandre Neto precisa do seu apoio na petição «Presidente Michel Temer, Ministério do Meio Ambiente, Ibama.: Extinção de Áreas de Conservação Ambiental na Amazônia - 1 milhão de hectares em risco.». Junte-se agora a Alexandre e mais 30.334 apoiadores.